<
>

Eurocopa: Locatelli 'dá show', Itália chega a 29 jogos de invencibilidade e carimba vaga nas oitavas contra a Suíça

A Itália segue imparável. Nesta quarta-feira (16), mais uma vez no Estádio Olímpico de Roma, pela segunda rodada do grupo A da Eurocopa 2020, a seleção italiana venceu a Suíça por 3 a 0 e carimbou vaga nas oitavas de final da competição. Os gols foram marcados pelo ex-meio-campo do Milan Manuel Locatelli (2x) e pelo atacante Immobile.

Este foi o 29º jogo consecutivo sem derrota da Itália, que ainda chegou a uma incrível sequência de 10 vitórias seguidas sob o comando do técnico Roberto Mancini, e há cinco não sabe o que é perder jogando em casa. A última vez que a Azzurra perdeu foi em setembro de 2018, quando foi derrotada por Portugal, na Uefa Nations League.

Já a Suíça, que também tropeçou na estreia e empatou em 1 a 1 com País de Gales, viu uma sequência de oito jogos sem derrota acabar. A última vez que os suíços haviam sido derrotados foi em novembro de 2020, em amistoso contra a Bélgica.

No histórico do confronto, a Itália também manteve a sua soberania sobre o país rival e não sabe o que é perder para a Suíça há noves jogos, sendo a última derrota em maio de 1993.

Os italianos inclusive entraram em campo com uma novidade no time titular. Depois do lateral direito sentir dores musculares contra a Turquia, inclusive deixando o gramado mais cedo, Di Lorenzo entrou no seu lugar e foi bem .

O zagueiro Chiellini, que chegou a balançar as redes ainda no primeiro tempo, mas teve gol anulado, também preocupa o técnico Mancini, que colocou Acerbi no seu lugar ao longo do jogo.

Campeã europeia em 1968, seu único título até aqui, a Itália avançou pela oitava vez na história para a fase final da Euro, enquanto a Suíça, em sua quinta participação, pode pela quarta vez se despedir da competição ainda na fase de grupos.

Situação do campeonato

Com a vitória, a Itália garantiu classificação antecipada no grupo A para as oitavas de final da Euro, já que com seis pontos não pode mais ser alcançada pela Suíça e também pela Turquia, que tropeçaram nos seus dois primeiros jogos.

A Suíça, por sua vez, com um ponto, ainda pode mais alcançar País de Gales, segundo colocado com quatro pontos, mas ainda assim vive situação delicadíssima, assim como os turcos. Vale lembrar que os quatro melhores terceiros colocados da fase de grupos também avançam, mas para isso os dois países terão que vencer seus últimos compromissos e ainda torcer por outros resultados.

A Turquia, que tem cinco gols negativos de saldo, praticamente já disse adeus à competição após as derrotas para a Itália e País de Gales. A Suíça tem -3 de saldo.

O cara: Manuel Locatelli

Revelado na base do Milan e atualmente destaque no meio-campo do Sassuolo, Manuel Locatelli só não fez chover em Roma. O jogador, que é um dos alvos da Juventus para a próxima temporada, marcou os dois gols do jogo e ajudou a Itália a garantir classificação antecipada às oitavas.

Foi mal: Haris Seferovic

Apesar de ser um dos principais jogadores da Suíça, o atacante, que vem de uma temporada com 29 gols em 59 jogos - incluindo aparições pela sua seleção - não foi efeitivo no primeiro tempo e foi substituído logo no início da etapa final, dando lugar a Gravanovic no ataque.

Próximos jogos

Já classificada, a Itália se despede da fase de grupos da Euro no próximo domingo (20), quando mais uma vez no Estádio Olímpico, em Roma, encara País de Gales. Já a Suíça, no mesmo dia, enfrenta a Turquia, em Baku, no Azerbaijão.

FICHA TÉCNICA

Itália 3 x 0 Suíça

GOLS: Itália: Locatelli (26' e 52') e Immobile (89')

ITÁLIA: Donnarumma; Di Lorenzo, Bonucci, Chiellini (Acerbi) e Spinazzola; Barella (Cristante), Jorginho e Locatelli (Pessina); Berardi (Rafae Tolói), Insigne (Chiesa) e Immobile. TÉCNICO: Roberto Mancini.

SUÍÇA: Sommer; Elvedi, Schär (Zuber) e Akanji; Mbabu (Widmer), Freuler (Sow), Xhaka e Ricardo Rodríguez; Shaqiri (Ruben Vargas), Seferovic (Gravanovic) e Embolo. TÉCNICO: Vladimir Petkovic.