<
>

Premier League divulga calendário com início 'insano' para City, Chelsea e Liverpool; United tem primeira série 'tranquila'

A Premier League 2021/2022 já tem seu calendário definido. Anunciada nesta quarta-feira (16), a tabela dos jogos já colocará o Manchester City, atual campeão, contra uma 'pedreira' logo na estreia: 14 de agosto, em Londres, contra o Tottenham.

O time de Pep Guardiola ainda enfrentará Arsenal, Leicester, Chelsea e Liverpool nos primeiros sete jogos da temporada.

O Manchester United, vice-campeão, começa sua temporada em Old Trafford contra o Leeds, seguido uma série mais 'favorável' contra Southampton, Wolverhampton, Newcastle, West Ham, Aston Villa e Everton.

Após não conseguir defender o título na última temporada, o Liverpool começará com uma viagem a Norwich, e ainda enfrentará Chelsea e City em Anfield nos primeiros sete jogos.

A série mais difícil do time de Jurgen Klopp, no entanto, ocorre durante o período de Natal, com três jogos fora de casa contra Tottenham, Leicester e Chelsea, além de um jogo contra o Leeds em Anfield, em 26 de dezembro.

Já os Blues de Thomas Tuchel, vencedores da Uefa Champions League, enfrentam o Crystal Palace em casa no dia 14 de agosto, seguido por um Dérbi de Londres com o Arsenal, além de um confronto diante do Liverpool e do Tottenham nos primeiros seis jogos.

A participação do Chelsea no Mundial de Clubes da Fifa significa que eles terão que reorganizar o calendário em dezembro, já que os jogos da competição no Japão ainda não foram divulgados.

O Arsenal, que terminou em oitavo na última Premier League, enfrentará Liverpool, Manchester City e o rival do norte de Londres, o Tottenham, no primeiro mês e meio do campeonato.

Nenhum jogo da Premier League acontecerá no fim de semana de 29 de janeiro, como parte do calendário de jogos internacionais da Fifa.

A partida de abertura, entre Manchester City e Tottenham, poderá ter ainda um maior incremento caso Harry Kane se transfira para os Citizens nesta janela europeia.

A ESPN informou em maio que o centroavante disse à direção dos Spurs seu desejo de deixar o clube, e o time de Pep Guardioa surge como um dos fortes candidatos a contratar o jogador, que foi artilheiros e líder em assistências na última edição da Premier League.

A temporada 2019/2020 foi interrompida pela pandemia de COVID-19, que forçou a suspensão da competição por 100 dias, e na edição seguinte os torcedores foram mantidos fora dos estádios durante grande parte do calendário.

Em campo, a equipe de Pep Guardiola saiu correndo com o título, encerrando o campeonato no dia 11 de maio, com 12 pontos de vantagem sobre o rival United.