<
>

Flamengo com a camisa do Santos seria campeão da Libertadores, diz Sormani

play
Sormani diz que Flamengo seria campeão da Libertadores com a camisa do Santos: 'Tem cabimento não ser o brasileiro com mais títulos internacionais?' (2:13)

Comentarista falou sobre peso dos times brasileiros na Libertadores (2:13)

A Conmebol Libertadores teve o desenho do mata-mata definido na última terça-feira, em sorteio realizado no Paraguai. Segundo o comentarista Fabio Sormani, o Flamengo, que encara o Defensa y Justicia nas oitavas, foi quem se deu melhor.

Para o jornalista, o time de Rogério Ceni pegou um caminho mais tranquilo, já que Palmeiras, São Paulo, Atlético-MG, Boca Juniors e River Plate estão na outra chave. No entanto, ele alerta para a falta de tradição internacional do clube carioca e cravou: 'se o Flamengo jogasse com a camisa do Santos, seria campeão'.

"Tem cabimento o Flamengo não ser o maior time do país em conquistas internacionais pela força que tem? O Flamengo foi eliminado (ano passado) pelo Racing, essa história que falo da camisa", disse Sormani, para completar.

"O lado da chave do Flamengo está bem legal, dá para chegar na final. Problema é a camisa. Se quiser, a gente empresta a do Santos. O Santos está precisando de dinheiro. O time do Flamengo com a camisa do Santos seria campeão", afirmou.

Durante o BB Debate, Fabio Sormani ainda usou outro gigante como exemplo: o Boca Juniors. Segundo ele, o time xeneize, mesmo mal, consegue resultados acima do esperado em relação à qualidade do elenco. E Sormani ainda alertou para a situação do Atlético-MG, que, segundo ele, precisa ganhar mais canecos.

"O Boca tem muita camisa, mas está mal. Pega o time do Flamengo e põe com a camisa do Boca: bate campeão. O time do ano passado (do Flamengo com a camisa do Boca também) bate campeão".

"O Atlético-MG precisa engordar a carteira de títulos. Desde que o futebol se globalizou, se tornou nacional, o Atlético-MG tem um brasileiro, uma Libertadores, uma Copa do Brasil, duas Conmebol e uma Recopa. Tem seis títulos em mais de 50 anos. Tem os mineiros, mas o torcedor não quer saber disso. Ele é gigante, tem torcida, precisa engordar a carteira de títulos", finalizou.