<
>

Shevchenko diz que virada do Liverpool sobre o Milan na Champions o perturbou durante anos: 'Acordava gritando'

Andriy Shevchenko teve uma carreira vitoriosa e estrelada por grande parte dos clubes onde passou, sendo seu momento mais marcante vestindo a camisa do Milan. Ainda assim, uma das grandes dores da carreira do atacante ucraniano foi com a camisa rossonera.

Isso porque o atual treinador da seleção ucraniana era um dos principais jogadores do time que perdeu nos pênaltis para o Liverpool na final da Champions League de 2005, em Istambul, na Turquia.

Em entrevista ao jornal Corriere della Sera, o ex-atacante revelou que a partida o perturbou durante alguns anos e disse o que teria feito diferente de Ancelotti naquele dia.

“A ferida continua a sangrar, me incomoda que tenham falado que fomos levados pela euforia. Maldini disse no intervalo para ter cuidado. Nos primeiros meses após a final, eu acordava gritando no meio da noite pensando nisso”, afirmou.

“Agora que sou treinador, penso nisso. Naqueles minutos em que marcámos 3 golos. Não é uma crítica ao Ancelotti, mas teria parado o jogo, mudado alguém”, completou.

Naquela noite, os gols do Milan foram marcados na primeira etapa, mas nenhum por Shevchenko. O ucraniano ainda perderia uma chance inacreditável debaixo da trave, além de desperdiçar sua cobrança na disputa por penalidades.