<
>

Palmeiras cai nos pênaltis para o Defensa y Justicia, perde a Recopa em jogo caótico e amarga novo vice

O Palmeiras perdeu no tempo normal e nos pênaltis para o Defensa y Justicia, nesta quarta-feira, no Mané Garrincha, em Brasília, e ficou com o vice da Recopa Sul-Americana 2021! Tudo isso dias depois de perder o título da Supercopa do Brasil, no mesmo estádio, para o Flamengo.

Em uma partida absolutamente caótica, o Verdão ia levando a taça até os 47 do 2º tempo, quando sofreu o gol da virada de Benítez, levando para a prrorogação. Na 1ª parte do tempo extra, Gustavo Gómez perdeu pênalti, e o título acabou indo para marca da cal. Nas batidas, Luiz Adriano desperdiçou primeiro, e o goleiro Weverton, no sacrifício, também chutou para fora, dando o título aos argentinos.

Com o revés, o Verdão fica sem o prêmio de US$ 1,5 milhão (R$ 7 milhões) pago pela Conmebol ao campeão. Pelo vice, a premiação será de US$ 750 mil (R$ 4,3 milhões).

Em campo, Palmeiras e Defensa y Justicia fizeram um primeiro tempo movimentado e cheio de chances de gols.

Aos 15, o lateral Benítez soltou uma bomba de fora da área, Weverton rebateu para frente e Pizzini, livre, desperdiçou ótimo rebote ao chutar para fora.

Na resposta, o Verdão foi fatal.

Aos 20, Raphael Veiga roubou a bola de Frías e mandou para Rony, que foi derrubado por um carrinho de Meza. Após revisão no VAR, o árbitro marcou pênalti.

Veiga assumiu a responsabilidade e bateu muito bem, deixando o goleiro Unsain parado no meio: 1 a 0 Palestra.

O Defensa sentiu o gol, e o Palmeiras foi para cima para tentar ampliar.

A melhor oportunidade ocorreu aos 27, quando Rony puxou contra ataque e rolou para Wesley fazer. No entanto, o atacante demorou muito para chutar e acabou perdendo a bola.

E bem quando o clube brasileiro era melhor em campo, os argentinos conseguiram o empate em uma belíssima jogada de toque de bola.

Aos 30, Matías Rodríguez enfiou na direita para Pizzini, que invadiu a área e cruzou rasteiro para trás. Romero, livre, bateu de chapa para estufar as redes: 1 a 1.

E a equipe de Buenos Aires só não foi para o intervalo vencendo porque Weverton fez uma defesaça em mais um balaço de Benítez, da risca da grande área.

Na volta dos vestiários, a 1ª chance foi alviverde: Rony experimentou rasteiro e Unsain, atento, defendeu rente ao poste.

Nas enfiadas de bola, o Defensa seguia ameaçando: aos 6, Romero recebeu na frente e Weverton travou na "hora H" para evitar o chute do argentino.

Em cobrança de escanteio aos 11, Benítez, sempre ele, mandou com muito veneno e quase fez olímpico - Weverton tirou de ponta de dedo.

O Verdão só foi conseguir ameaçar novamente aos 15, quando Rony recebeu de Patrick de Paula na área e bateu para excelente intervenção do goleiro.

E se o jogo já era difícil para o Palmeiras, ficou ainda pior aos 23, quando Viña foi derrubado por Frías e, ao cair no chão, acertou um chute no zagueiro. O juiz revirou no VAR e deu cartão vermelho direto ao lateral uruguaio.

O time de Abel Ferreira se retraiu na defesa e os argentinos vieram com tudo para cima, dando várias aberturas de contra-ataque.

Em um deles, aos 34, Gabriel Veron escapou pela esquerda, invadiu a área e tentou de biquinho, mas Unsain fez grande defesa.

No lance, porém, o jovem atacante sofreu lesão muscular e pediu substituição imediata. Com isso, o Alviverde ficou temporariamente com dois a menos enquanto Abel fazia substituições.

Depois, entraram Felipe Melo e Alan Empereur nos lugares de Patrick de Paula e do próprio Veron, com a equipe brasileira se trancando totalmente na defesa.

Sebastián Beccacece encheu o time de atacantes e partiu para a pressão final. O tempo foi passando, passando... E os argentinos conseguiram o gol nos acréscimos.

Aos 47, Alan Empereur perdeu a bola ao tentar sair jogando, Benítez mandou uma bomba de fora da área e venceu Weverton para virar o placar.

Dessa forma, a partida foi para a prorrogação.

No tempo extra, o Palmeiras teve chance de ficar na frente logo aos 3 minutos, quando Unsain fez pênalti ao derrubar Rony na área.

Após o lance, uma enorme confusão foi iniciada nos bancos de reservas, e, no meio da briga, o árbitro expulsou Romero, do Defensa, por reclamação.

Na cobrança, Gustavo Gómez bateu muito mal, praticamente recuando a bola para o arqueiro argentino, que defendeu. Na sobra, a zaga espanou o rebote.

No 2º tempo da prorrogação, Abel Ferreira colocou Luiz Adriano na vaga de Marcos Rocha, puxando Gabriel Menino para a lateral-direita.

Com as duas equipes totalmente exauridas, porém, a partida só se arrastou até a disputa de pênaltis.

Nas cobranças, Luiz Adriano desperdiçou para o Alviverde, enquanto o Defensa foi perfeito em suas cobranças, sagrando-se campeão da Recopa em pleno solo brasileiro.

Ficha técnica

Palmeiras 1 (3) x (4) 2 Defensa y Justicia

GOLS: Palmeiras: Raphael Veiga (pênalti) Defensa y Justicia: Romero e Benítez PÊNALTIS: Palmeiras: Gabriel Menino (O), Luiz Adriano (X), Gustavo Gómez (O), Rony (O), Weverton (X) Defensa y Justicia: Frías (O), Merentiel (O), Isnaldo (O), Enzo Fernández (O)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Luiz Adriano), Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Danilo, Patrick de Paula (Felipe Melo) e Raphael Veiga (Gabriel Menino); Breno Lopes (Mayke), Wesley (Gabriel Veron) (Alan Empereur) e Rony Técnico: Abel Ferreira

DEFENSA Y JUSTICIA: Unsain; Matías Rodríguez (Brítez), Frías, Meza e Benítez (Breitenbruch); Loaiza (Hachen), Enzo Fernández, Pizzini (Merentiel) e Rotondi (Isnaldo); Romero e Bou (Escalante) Técnico: Sebastián Beccacece

Estatísticas

gol de Raphael Veiga em 5 jogos pelo Palmeiras na temporada

Romero fez 2 gols nos 2 jogos contra o Palmeiras na Recopa

O Defensa y Justicia teve 55% de posse de bola no 1º tempo

O Defensa finalizou 8 vezes no 1º tempo, contra só 3 do Palmeiras

expulsão de Matías Viña com a camisa do Palmeiras

O Defensa encerrou o 2º tempo com 62% de posse de bola

O Defensa encerrou o 2º tempo com 12 finalizações, contra 7 do Palmeiras

O Defensa encerrou o jogo com 58% de posse de bola

O Defensa encerrou o jogo com 13 finalizações, contra 8 do Palmeiras

Luiz Adriano perdeu sua cobrança de pênalti seguida pelo Palmeiras


Próximos jogos

As equipes voltam a campo nos próximos dias.

  • Sexta-feira, 16/04, 22h*, Palmeiras x São Paulo, Paulistão

  • Domingo, 18/04, 21h*, Independiente x Defensa y Justicia, Argentino

*horário de Brasília