<
>

Libertadores: Ivonei já morou em pensão e foi alvo de Flamengo, Palmeiras e Corinthians antes de se firmar no Santos

Ivonei pode ser uma das surpresas do técnico Ariel Holan para o duelo do Santos contra o San Lorenzo-ARG, pelos playoffs da Conmebol Libertadores, nesta terça-feira, em Brasília. Na partida de ida, os santistas venceram por 3 a 1.

Natural de Rondonópolis-MT, ele é filho de Nei, um ex-jogador do Vila Aurora-MT que encerrou a carreira cedo. O garoto começou vendo o pai no futebol amador e deu os primeiros chutes na escolinha do técnico Sebastião Xavier, conhecido como Tião, quando se destacou em um torneio realizado em Goiás.

"Ele chamou atenção do Athletico-PR, mas não foi chamado. Em seguida, um olheiro chamado Dema nos convocou para fazer testes no Santos", contou o pai do meia, ao ESPN.com.br.

Eles pegaram 30h de ônibus até a Baixada Santista para fazer a peneira. "A gente tinha dinheiro contado. O Ivonei me pediu um picolé, mas não pude comprar senão poderia faltar para a volta. Ele fez dois períodos de testes e foi aprovado", disse.

Meses depois, Ivonei mudou-se junto com o pai, que largou o emprego, para uma pousada na Baixada Santista. Entre seus colegas de quarto estava Sandry, seu companheiro na base.

Nei precisou vender uma moto e todos os objetos de valor que possuía para passar alguns meses em Santos com o filho.

“Não tinha muita condição, morava com meu pai em uma pousada. Às vezes meu pai ficava sem comer e eu tinha alimentação no Santos. Ver aquelas coisas me motivou ainda mais a correr atrás do meu sonho”, disse o meia à "Santos TV".

O garoto foi morar depois com o pai em um apartamento bancado por um empresário, que alguns meses depois parou de pagar o aluguel. Nei recebia um salário de R$ 300, que muitas vezes não era suficiente para as despesas.

Após serem despejados, foram ajudados por um amigo que cedeu uma na casinha de um quarto nos fundos que morava.

"Depois de um tempo, um irmão da igreja que eu frequentava que me apresentou um apartamento vazio de um quarto. O Ivonei dormia na cama e eu no chão porque não tínhamos empresário. Eu dividia uma marmita com a minha namorada, que é hoje a minha esposa", contou Nei.

Nei conseguiu um agente para pagar aluguel de um local maior para morar.

Viralizou no YouTube

Destaque na base santista, ele ficou famoso após marcar um lindo gol de bicicleta pelo time sub-13 em uma final contra o Corinthians, na Vila Belmiro. O lance viralizou nas redes sociais e passou de 600 mil visualizações no canal do clube no YouTube. O meia também passou a ser convocado para as seleções de base.

"A gente comprava roupa do brechó por R$1. Depois disso, ele passou a receber patrocínio da Nike", contou.

O meia chegou a ficar um tempo afastado no time sub-17 antes de recuperar o espaço.

Após passar por uma novela para renovação de contrato, o ex-meia Élder Granja conseguiu negociar um novo vínculo para o jovem.

"Em 2018, Flamengo, Athletico-PR e Palmeiras demonstraram interesse no Ivonei. Falei com a diretoria do Corinthians, mas vimos que não valia a pena brigar com o Santos", explicou Nei.

Ivonei foi promovido aos profissionais em 2019 pelo técnico Jorge Sampaoli e desceu para jogar a Copa São Paulo de 2020. No mesmo ano, foi efetivado, mas contraiu COVID-19 e teve sua estreia adiada. O garoto só debutou em agosto, na derrota por 2 a 0 para o Internacional, no Beira-Rio, pela segunda rodada do Brasileirão.

Desde então, ele fez 16 partidas e anotou um gol, na vitória por 2 a 0 contra o Inter na Vila Belmiro, que liderava a competição à época.

Ivonei renovou contrato com o Santos até julho de 2025, com uma multa de 100 milhões de euros (R$ 680 milhões). E agora aguarda uma chance para mostrar seu valor na Conmebol Libertadores.