<
>

Dome celebra título do Flamengo, mas diz que não colocará no currículo: 'Não fui eu quem ganhei'

play
'A Décima': com Brasileirão pelo Flamengo, Rogério Ceni levanta sua 10ª taça no Morumbi; relembre todas (0:54)

São 9 taças levantadas como jogador e agora sua primeira no estádio como treinador (0:54)

O Flamengo se sagrou campeão brasileiro de 2020 com Rogério Ceni como comandante. Mas, na maior parte da campanha, o treinador foi o catalão Domènec Torrent, presente nos primeiros 20 jogos do time no torneio.

Com dez vitórias, cinco empate e cinco derrotas, o treinador deixou o time na quarta colocação do Brasileirão. Mas, em entrevista ao site ge, o catalão rechaçou o posto de campeão brasileiro, por não ter terminado a campanha.

“Estou muito contente por toda equipe. Não vi o último jogo porque minha conexão de internet falhou. Mas vi os últimos sete jogos. Não vou colocar o título no meu currículo porque não fui eu quem ganhei, apesar de ter ajudado como pude em momentos complicados, como o da pandemia”, disse.

Mesmo tendo saído do clube, Dome manteve contato com alguns membros do clube, como o lateral Filipe Luís e alguns integrantes da comissão técnica.

Por conta de pendências que tinha com o Flamengo, o treinador ainda ficou no Rio de Janeiro por mais algum tempo. O treinador revelou que chegou a receber novas propostas, mas que espera o projeto que lhe encante.

“A situação com o Flamengo está resolvida, e atualmente não tenho nenhuma pressa em voltar a um clube até que apareça um projeto que realmente me atraia”, finalizou.

Depois da saída de Dome, sob o comando de Rogério Ceni, o Flamengo conquistou 11 vitórias, teve três empates e quatro derrotas até sair com o título no Morumbi, após duelo com o São Paulo.