<
>

Europa League: Arsenal e Benfica fazem jogaço de 5 gols na Grécia, Gunners vencem com 'show' de Aubameyang, e Jorge Jesus é eliminado

Em um jogaço com cinco gols e emoção até o fim, o Arsenal bateu o Benfica por 3 a 2 nesta quinta-feira (25) no Estádio Georgios Karaiskakis, em Atenas, na Grécia, classificou-se para as oitavas de final da Europa League e, de quebra, ampliou a crise no clube português e consequentemente a pressão sobre seu técnico, Jorge Jesus, ex-Flamengo.

E o time inglês teve que suar muito para conseguir a vaga na próxima fase, isto porque o duelo estava empatado até os 42 minutos do segundo tempo, quando Saka dançou na frente de seu marcador e cruzou na medida para Aubameyang estufar as redes de cabeça e decretar o triunfo.

Foi um alívio, já que a igualdade em 2 a 2 favorecia o Benfica por conta do 1 a 1 na ida - disputada em Roma, na Itália, com mando dos ingleses, já que a Uefa decidiu adotar locais neutros para os dois compromissos uma vez que o Reino Unido não permite neste momento a entrada de pessoas vindas de Portugal por conta da pandemia de COVID-19.

Agora, o Arsenal espera o sorteio que será realizado na manhã desta sexta-feira (26) para saber qual será o seu adversário nas oitavas.

Já o clube português e Jorge Jesus juntam os cacos. O time de Lisboa faz campanha vexatória no Português para seus padrões de tradição e investimentos, sendo apenas o quarto colocado e a 15 pontos do líder, o Sporting. Isto depois de já ter sido eliminado ainda na fase pré-grupos da Champions League.

Na terça (23), a ESPN Brasil revelou que Jesus, pressionado, já considera um possível retorno ao Flamengo, o qual treinou na temporada 2019 e levou a vários títulos, entre eles os de Brasileiro e Conmebol Libertadores. Na quarta (24), ele deu uma entrevista bombástica e esperava-se que o resultado nesta quinta fosse amenizar as coisas.

Mas era preciso se classificar para isto, o que não aconteceu, apesar do duelo de igual para igual contra os ingleses. Tensão não deve faltar na agremiação encarnada nos próximos dias.

Lá e cá

A primeira chegada do jogo foi dos Gunners. Aos 10 minutos, Xhaka finalizou de fora da área, mas o goleiro brasileiro Hélton Leite fez a defesa.

A resposta do time de Jorge Jesus veio cinco minutos depois. Seferovic recebeu de Grimaldo, finalizou, mas errou o alvo.

Foi então que, aos 21 minutos, os ingleses inauguraram o placar. Saka recebeu na intermediária, deu passe milimétrico para Aubameyang, que entrou na área e deu uma cavadinha para vencer o goleiro benfiquista e marcar.

Aos 34, o Benfica quase deixou tudo igual na Grécia. Em lance de bola parada, Pizzi lançou a bola na área e, de cabeça, Vertonghen perdeu boa chance, errando o alvo e mandando por cima do gol.

Entretanto, a igualdade começou a ser construída aos 42 minutos. Weigl sofreu falta próxima à área, conseguindo uma boa oportunidade na bola parada para os Encarnados. Na cobrança, aos 43 minutos, Diogo Gonçalves acertou o ângulo esquerdo do goleiro Leno e marcou um golaço, deixando tudo igual.

Segundo tempo

Na volta para a etapa final, o Arsenal até que chegou a balançar as redes, logo aos 5 minutos. Odegaard deu belo passe para Aubameyang, que voltou a estudar as redes. Entretanto, o árbitro viu impedimento do atacante do Arsenal e não validou.

Os Encarnados se aproveitaram e, aos 16 minutos, viraram o jogo. E a jogada do gol começou com o goleiro Hélton Leite, que deu lançamento certeiro para o ataque, a defesa do Arsenal falhou com Ceballos e Rafa Silva só teve o trabalho de empurrar para as redes.

A resposta dos Gunners, porém, não demorou. Aos 22 minutos, Willian fez boa jogada pela esquerda, no campo de ataque, tocou para Tierney que, dentro da área, fintou e bateu cruzado para vencer o arqueiro brasileiro do Benfica.

E ainda teve tempo para mais. A três minutos do fim, Aubameyang voltou a balançar as redes e decretou a vitória dos Gunners na Grécia por 3 a 2.

Com a vitória, os Gunners ficaram com vantagem por 4 a 3 no agregado final, eliminaram o Benfica de Jorge Jesus e avançaram para as oitavas.

Ficha técnica

Arsenal 3 x 2 Benfica

GOLS: Benfica: Diogo Gonçalves e Rafa Silva ; Arsenal: Aubameyang (2x) e Tierney

BENFICA: Hélton Leite; Lucas Veríssimo, Otamendi e Vertonghen; Diogo Gonçalves, Pizzi (Everton), Weigl, Taarabt (Gabriel Silva) e Grimaldo; Rafa Silva e Seferovic (Darwin Núñez). Técnico: Jorge Jesus

ARSENAL: Leno; Bellerín, David Luiz, Gabriel e Tierney; Xhaka, Ceballos (Willian), Saka, Rowe (Partey) e Odegaard; Aubameyang. Técnico: Mikel Arteta

Estatísticas

- Aubameyang chegou a 13 gols na temporada, 3 deles na Europa League

- Diogo Gonçalves anotou seu primeiro gol como profissional no Benfica; também foi seu primeiro tento na atual temporada

- O Benfica não avança às oitavas da competição desde a temporada 2018/19

- O Arsenal teve 53% de posse de bola, contra 37% do Benfica

- Foram 15 finalizações do Arsenal, contra 8 do Benfica


Próximos jogos

Os dois times voltam a campo nos próximos dias por suas ligas.

  • Domingo, 28/02, 9h*, Leicester City x Arsenal, Premier League

  • Segunda-feira, 01/03, 16h*, Benfica x Rio Ave, Português

*horário de Brasília