<
>

Arteta explica por que não usou Özil no Arsenal e defende saída do alemão: 'Difícil de sustentar'

Mesut Özil encerrou melancolicamente a passagem de sete anos e meio pelo Arsenalao, cinco meses antes do fim do contrato, ser liberado sem custos para atuar no Fenerbahce, da Turquia. Nesta quinta-feira (21), o técnico Mikel Arteta explicou a saída.

O meia alemão de 32 anos fez a última partida pelos Gunners em 7 de março, na vitória por 1 a 0 sobre o West Ham, pela Premier League. Depois, foi deixado fora da lista da Europa League e do Campeonato Inglês por opção de Arteta.

"Um jogador com sua importância que não está jogando, e que não faz parte do elenco, é difícil de sustentar para todas as partes", explicou o treinador.

"É um grande jogador, muito talentoso, e sobretudo alguém que fez muito por esse clube. Mas neste momento quero tomar uma direção diferente e ele terá mais opções em outro clube", disse Arteta, que tem dado oportunidades a jogadores mais jovens, como Saka.

"Se um jogador quer jogar e nós não podemos oferecer minutos, é preciso resolver a situação".

Özil deixa o Arsenal com 254 jogos e 44 gols. Foi campeão quatro vezes da Copa da Inglaterra e venceu três edições da Supercopa da Inglaterra. Agora seguirá carreira no clube do coração.