<
>

Libertadores: Palmeiras vence River Plate por 3 a 0 na Argentina e fica muito perto de avançar à final

play
'É do rei da América!': De casa, Felipe Melo explode e comemora muito gol do Palmeiras na Libertadores (0:09)

Volante segue se recuperando de lesão, por isso ficou de fora da partida contra o River Plate na Argentina (0:09)

O Palmeiras está muito, mas muito perto da final da Conmebol Libertadores! Nesta terça-feira (5), o Verdão aniquilou o River Plate por 3 a 0, em plena Argentina, pela ida da semifinal, e agora pode perder por até dois gols no Allianz Parque, na próxima terça (12), pela volta.

A partida foi marcada por um verdadeiro "nó tático" do português Abel Ferreira em Marcelo Gallardo. Após suportar 20 minutos de pressão no 1º tempo, o português encaixou a marcação alviverde e 'matou' o adversário com contra-ataques fatais, construindo um placar excelente mesmo jogando no país vizinho.

Com o resultado, o clube do Palestra Itália joga por um empate na próxima terça para retornar à decisão da Libertadores após 20 anos. Os Millonarios, por sua vez, precisarão buscar um triunfo por quatro tentos de diferença se quiserem reverter o quadro.

Em campo, o River começou a partida bem ao seu estilo, tocando a bola com velocidade e criando boas jogadas pelas laterais.

Borré criou o 1º lance de perigo, logo aos 2 minutos, enquanto Weverton fez milagre em chegada de Carrascal, aos 6, para manter o placar em 0 a 0.

Depois disso, o time argentino seguiu tentando manter a pressão, mas o Verdão encaixou melhor sua marcação e passou a ameaçar nos contra-ataques.

E após suportar 25 minutos de ataque do River, o Alviverde escapou bem aos 28 para abrir o placar.

Em boa chegada pela direita, Gabriel Menino cruzou rasteiro e Armani errou a afastada com a perna. A bola sobrou para Rony, que bateu forte, viu a bola desviar em um rival e enganar o goleiro.

O River sentiu o gol, e o Palmeiras quase ampliou no ataque seguinte: Scarpa chegou a fazer o gol, mas o tento foi anulado por impedimento de Luiz Adriano na origem do lance.

Até os acréscimos, a equipe de Abel Ferreira controlou bem e só levou um susto em cobrança de falta de Nacho Fernández, que triscou o travessão.

Logo na volta do intervalo, o Verdão surpreendeu os Millonarios com mais um contra-ataque fatal e ampliou.

Aos 2 minutos, o jovem Danilo enfiou para Luiz Adriano, que girou bonito em cima de Rojas, arrancou e tocou na saída de Armani para balançar as redes.

A equipe de Buenos Aires, então, partiu para cima para tentar descontar e quase conseguiu com Borré, aos 6, mas a cabeçada do colombiano saiu por pouco.

Mas aos poucos o River foi começando a perder cada vez mais o controle mental, com seus jogadores ficando muito irritados e fazendo faltas fortes.

Aos 14, a punição foi dura: Carrascal agrediu Gabriel Menino, que antes havia matado uma bola de letra, e levou cartão vermelho direto do árbitro Leodan González.

E o castigo foi mais do que imediato: na cobrança da falta, Matías Viña desviou bem de cabeça e mandou no cantinho de Armani.

Com a equipe argentina entregue, o Alviverde ainda teve boas chances de transformar a vitória em humilhação, mas não ampliou mais o placar - Willian perdeu as melhores oportunidades.

Agora, os rivais dividem a atenção com suas ligas nacionais durante o final de semana e retornam a campo na terça-feira, no Allianz Parque.

Ficha técnica

River Plate 0 x 3 Palmeiras

GOLS: Palmeiras: Rony, Luiz Adriano e Matías Viña

RIVER PLATE: Armani; Gonzalo Montiel, Rojas, Pinola e Casco (Girotti); Enzo Pérez (Paulo Díaz), Nacho Fernández (Álvarez), De La Cruz e Carrascal; Matías Suárez (Ponzio) e Borré Técnico: Marcelo Gallardo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Matías Viña; Danilo (Zé Rafael), Patrick de Paula (Emerson Santos) e Gabriel Menino; Gustavo Scarpa (Raphael Veiga), Rony (Breno Lopes) e Luiz Adriano (Willian) Técnico: Abel Ferreira

Estatísticas

10º gol de Rony em 40 jogos pelo Palmeiras na temporada

gol de Rony nos últimos 6 jogos da Libertadores

Rony marcou no chute certo do Palmeiras na partida

vez que o River saiu atrás em um jogo em casa na Libertadores

O River Plate teve 72% de posse de bola no 1º tempo

18º gol de Luiz Adriano em 42 jogos pelo Palmeiras na temporada

gol de Luiz Adriano em 6 jogos pelo Palmeiras na Libertadores

gol de Matías Viña em 39 jogos pelo Palmeiras na temporada

vitória do Palmeiras sobre o River Plate em solo argentino

O Palmeiras terminou o jogo com 11 finalizações, contra 11 do River

Das 11 finalizações do Palmeiras, 6 foram certas, contra só 2 do River


Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo nos próximos dias.

  • Sábado, 09/01, 19h*, Sport x Palmeiras, Brasileirão

  • Sábado, 09/01, River Plate x Independiente, Argentino

*horário de Brasília