<
>

Borussia Dortmund: ídolo do clube vê Haaland podendo alcançar patamar de Messi, Lewandowski e Cristiano Ronaldo

play
Haaland pode superar Lewandowski? Lenda do Borussia Dortmund responde (0:46)

Karl-Heinz Riedle concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (0:46)

O Borussia Dortmund tem passado por turbulências nas últimas semanas, com tropeços importantes que deixam a equipe em situação distante da disputa pelo título da Bundesliga.

Nesta terça-feira (22), porém, a equipe visitará o Eintracht Braunschweig pela segunda fase da Copa da Alemanha, com transmissão ao vivo e exclusiva da ESPN e do ESPN App, a partir de 16h (de Brasília).

Para Karl-Heinz Riedle, ex-atacante e autor de dois gols na final da Uefa Champions League de 1997 – ocasião em que os aurinegros conquistaram seu único título no torneio -, o mata-mata da competição nacional possui uma disputa aberta, ainda, podendo dar chances ao Dortmund, mas não descartou a Bundesliga, em entrevista ao ESPN.com.br.

“Nós estamos sofrendo um pouco, demitimos o treinador. Agora, é uma situação diferente, os jogadores não estavam jogando da maneira que jogaram no último ano. Então, nós temos que achar uma forma de jogar nessa temporada, nós estamos alguns pontos atrás do Bayern de Munique e do Bayer Leverkusen. Mas está aberto, ainda”, avaliou.

“Nós temos um bom time, temos alguns problemas, porque perdemos Haaland, que era uma peça-chave para o time e não pudemos comparar com Moukoko ou Reus, porque ele não é centroavante, nem Brandt. Mas eu acho que as chances de vencer, tanto a Pokal (Copa da Alemanha), quanto a Bundesliga não serão fáceis”, ressaltou.

play
1:27

Kalle Riedle fala em disputa aberta na Copa da Alemanha e Bundesliga e vê 'chances' para Dortmund na Champions

Karl-Heinz Riedle concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

Haaland, inclusive, foi muito elogiado pelo ídolo aurinegro, que colocou o atual camisa 9 aurinegro como um postulante a atingir o nível de alguns dos melhores jogadores do mundo, atualmente, caso mantenha seu nível.

“Nos primeiros um ou dois anos que ele assinou com o Borussia, ele é excepcional, ainda melhor do que Lewandowski, que penou no começo. Mas Haaland estava conseguindo marcar, ele é um jogador incrível. Ele tem tudo que se precisa”, analisou sobre o atleta que soma 33 gols e cinco assistências em 32 jogos com a camisa aurinegra.

“Força, um poder físico muito grande, em frente ao gol, ele é muito frio para a sua idade. Ele ainda tem muito a crescer e melhorar, mas, um dia, ele com certeza pode se tornar um desses jogadores que podem estar no mesmo patamar que Messi, Lewandowski ou Ronaldo, se ele continuar nesse caminho que começou”, previu.

Troca de treinador e a disputa com o Bayern de Munique

A má fase nas últimas semanas fez com que a diretoria do Borussia Dortmund optasse pela demissão de Lucien Favre do comando técnico e admissão de Edin Terzic como treinador até o final da temporada.

Kalle crê que o ex-assistente tem capacidade para treinar o time por conhecer o elenco há muito tempo – ele já foi olheiro do clube no passado e também esteve em comissões técnicas dos times sub-17, sub-19 e sub-23. O ex-jogador ainda disse que sua missão é recuperar o bom futebol de nomes como Jadon Sancho e ainda comparou a situação com a de Flick no Bayern de Munique.

“Ele conhece o time há muito tempo, ele foi assistente. Ele sabe o que fazer. Favre fez um grande trabalho para desenvolver jogadores jovens e Terzic, agora, tem que achar uma maneira para conseguir coisas pequenas. Nós não temos que mudar tudo agora. Foi um período ruim, nas últimas semanas, em que não jogamos um grande futebol. Mas nosso treinador tem que achar uma maneira de esses jogadores jovens terem mais confiança. Jadon Sancho, se você for vê-lo agora, ele precisa de mais confiança”, disse.

“Ele não parou de jogar futebol, mas ele não é tão efetivo quanto foi no ano passado. Ele precisa achar, gastar mais tempo com esses jogadores, porque eles são muito sensíveis, jovens. Essa é a coisa mais importante, agora, se aproximar desses jogadores para tirar o que tem de melhor. A longo prazo, nós veremos o que acontece. Se ele fará o mesmo caminho que Hansi Flick teve em Munique. Ninguém esperava que ele fosse ganhar os três títulos, porque ele era o assistente lá. O futebol é assim”, completou.

play
2:11

Lenda do Dortmund, Kalle Riedle diz o que o novo técnico precisa fazer e afirma: 'Ele conhece o time'

Karl-Heinz Riedle concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

Por fim, o ex-jogador ainda avaliou o domínio bávaro dos últimos anos, ressaltando a dificuldade em bater o time de Munique e que o projeto do Borussia Dortmund, mantendo seu DNA, ainda é o caminho certo.

“No nosso DNA, nós gostamos de desenvolver jovens talentos, é o que fizemos nos últimos nove, dez anos. Nós estivemos jogando um futebol muito atrativo, todo o mundo ficou surpreso. Se formos olhar para nosso time, hoje, o quão jovem é, o quanto temos jogadores talentosos. Mas, se você quer ganhar títulos, você precisa ter um equilibro entre jogadores jovens e experientes. No momento, estamos tendo um pouco de problema com isso”, afirmou.

“E o Bayern fez isso muito bem, é a meta para qualquer time do mundo, não somente na Alemanha, eles ganharam a Champions League. Não é fácil vencer o Bayern de Munique. Mas acho que estamos no caminho certo, como eu disse, isso está no nosso DNA, nós gostamos de jogar um futebol atrativo em que nós achamos um jeito de atrair fãs de todo o mundo, pelo nosso modo entusiástico de jogar futebol”, finalizou.

play
1:11

Mérito do Bayern ou falhas dos rivais? Ídolo do Dortmund analisa domínio bávaro e diz: 'Acho que estamos no caminho certo'

Karl-Heinz Riedle concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br