<
>

Neymar vai superar Pelé em gols pela seleção? Compare as médias de maiores artilheiros e veja quando isso pode acontecer

Ao superar o número de gols de Ronaldo em jogos oficiais pela seleção brasileira na última terça-feira (14), Neymar iniciou a corrida para alcançar Pelé, recordista absoluto. E, considerando a quantidade de jogos que o atacante ainda tem a chance de fazer, ele pode até passar o Rei do Futebol no final de 2021 ou início de 2022.

Neymar está com 64 gols em 103 jogos oficiais pelo Brasil, com média de 0,62 tento por partida. Na última terça, ele se superou, anotando três vezes contra o Peru na vitória por 4 a 2, em Lima.

Pelé fez 77 gols em 92 jogos oficiais, com uma média de 0,84 tento por partida (a maior média entre os artilheiros máximos da equipe canarinho). É importante ressaltar que esses números não são os definitivos e se baseiam no mesmo critério usando pelo ranking da Fifa, isto é, excluindo partidas contra clubes de futebol, combinados e seleções regionais.

Até o final dos anos 70 era muito comum jogos entre seleções e clubes, combinados e seleções municipais, estaduais e regionais. Pelé participou de muitos encontros assim e chegou a 95 gols em 114 partidas com o conjunto nacional, números não-oficiais.

Voltando a Neymar, o atacante do Paris Saint-Germain pode igualar/passar os 77 gols oficiais do Rei do Futebol com mais 22 ou 23 jogos pela equipe canarinho, isto imaginando que ele mantenha a atual média de 0,62 tento por partida.

O calendário deve ajudar o atual camisa 10, afinal restam 16 partidas pelas eliminatórias da Copa do Mundo e no próximo ano haverá a edição adiada da Copa América na Argentina/Colômbia. O mínimo de jogos possível no torneio continental são cinco e o máximo, oito; os vencedores na semifinal vão disputar a final, enquanto os perdedores jogam pelo terceiro lugar.

Assim, imaginando que Neymar estará em campo sempre e que a seleção chegará o mais longe possível no torneio continental, ele fará 24 jogos antes da Copa do Mundo, o que, pela projeção acima, é mais do que o suficiente.

Utilizando as datas distribuídas no calendário da Conmebol, é possível imaginar que Neymar deve alcançar/superar a marca de Pelé em novembro de 2021 ou janeiro de 2022. Os meses destacados acima compreendem as rodadas 14 e 15 das eliminatórias.

Para que não ficar dúvidas: a projeção nesta reportagem considera três cenários em conjunto: a participação do camisa 10 em todos os jogos da seleção até o início da Copa, campanha perfeita do Brasil na Copa América e a atual média de gols (0,62).

E sempre é bom lembrar: é apenas uma projeção.