<
>

Brasileiro: Palmeiras x Flamengo segue suspenso após desembargadora rejeitar liminar da CBF

O jogo Palmeiras x Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, marcado para este domingo em São Paulo, continua suspenso após a desembargadora Maria Helena Motta, plantonista do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª região, não aceitar liminar da CBF e ratificar a decisão do último sábado feita pelo juiz Felipe Olmo.

A confederação brasileira ainda pode tentar reverter a situação no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A desembargadora afirma em sua decisão que "é de pouca importância esclarecer onde e como essa contaminação ocorreu, pois se tratando de questão que envolve saúde pública, o primordial é a busca pela prevenção".

"Ademais, não há garantias sequer de que os atletas escalados para a disputa não sejam portadores do vírus, pois os testes que acusam negativo, não são 100% (falso negativo) precisos e necessitam de cerca de 5 dias para confirmação. Sem falar nos assintomáticos".

"Da mesma forma, é importante registrar que o Rio de Janeiro tem aumento na média móvel de mortos pela covid, pelo 9º dia consecutivo, o que demonstra que não pode haver relaxamento nas práticas de prevenção e que situações de risco potencial devem ser evitadas a todo custo", continua.

O Sindiclubes (Sindicato dos Empregados em Clubes, Estabelecimentos de Cultura Física, Desportos e Similares do Rio de Janeiro) entrou com ação pedindo a suspensão da partida por causa do surto de COVID-19 no clube rubro-negro.

Ainda que a CBF e o STJD tenham rejeitado o pedido feito pela diretoria da Gávea, o TRT acatou a ação feita pelo Sindiclubes e ainda colocou que "em caso de descumprimento da medida, ou seja, caso os réus insistam na realização da partida, fica estipulada multa de R$ 2.000.000,00 (Dois Milhões de Reais), a ser revertido para instituições de saúde no combate ao COVID-19".

A organização do Allianz Parque, palco de Palmeiras x Flamengo, segue programação normal, assim como clubes. A informação da ESPN é de que o Palmeiras vai ao estádio e o Flamengo também, porque não configuraria abandono de jogo e assim um possível W.O. contra os rubro-negros.