<
>

CBF acusa Flamengo de descumprir protocolos contra COVID-19 e envia relatório ao TRT do Rio de Janeiro

A CBF elaborou um relatório sobre o surto de COVID-19 que atingiu o elenco do Flamengo nos últimos dias. Segundo a entidade que comanda o futebol brasileiro, o excesso de casos é reflexo do descumprimento de protocolos de saúde por parte do clube.

A informação foi publicada pelo UOL Esporte, que teve acesso exclusivo ao documento assinado pela Comissão Médica Especial da CBF. O material foi entregue ao Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, responsável por conceder a liminar que suspendeu o jogo deste domingo, entre Palmeiras e Flamengo.

Entre as provas anexadas pelo Flamengo no relatório, está a imagem de jogadores e funcionários do clube sem máscara, no avião a caminho do Brasil. O time rubro-negro atuou no Equador na quarta-feira (23), quando venceu o Barcelona, em Guayaquil, já desfalcado.

Segundo a CBF, os jogadores do Flamengo não poderiam estar sem máscaras protetivas e aglomerados dentro do avião. A atitude vai contra o protocolo feito pela entidade e enviado aos clubes no retorno do futebol brasileiro.

Outro questionamento da CBF foi o tamanho da delegação rubro-negra, que, além de jogadores e funcionários da comissão técnica, teve muitos dirigentes, o que foge do recomendado pela Conmebol, organizadora da Libertadores.

A CBF lembra que o Flamengo ficou mais de 72 horas no exterior, outra coisa proibida, com uma delegação de 64 pessoas. De acordo com o relatório, a Conmebol permite 50 pessoas hospedadas no mesmo hotel.

A entidade tenta, nos bastidores, derrubar a liminar do Flamengo e garantir a realização da partida contra o Palmeiras neste domingo, às 16h, em São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. O clube paulista, aliás, segue a preparação normal, com jogadores concentrados e à espera do confronto.

Nas redes sociais, o Palmeiras se mostrou contrário ao adiamento e questionou a continuidade do campeonato em caso de não realização do jogo. A nota foi assinada pelo presidente Maurício Galiotte.