<
>

Andrés, no Aqui com Benja: Rogério Ceni técnico do Corinthians, 'golpe baixo' de Galiotte e 'pedaço de pano' para Mundial que Palmeiras não tem

play
Andrés Sanchez diz que não contrataria estrangeiro, mas teria Rogério Ceni no Corinthians: 'Sem problema nenhum' (0:48)

'Vai ser um dos melhores do Brasil'; completou o dirigente (0:48)

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez respondeu de forma direta e reta: contrataria Rogério Ceni, um dos maiores ídolos da história do rival São Paulo, como técnico do clube alvinegro.

E não foi só. Ele também falou sobre sua relação com o atual mandatário do Palmeiras, Maurício Galiotte, quando aproveitou para dar uma cutucada no fato de o time jamais ter ganho o Mundial de Clubes.

E ainda revelou ser o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, 'o cara que mais lhe tirou do sério nos últimos tempos'.

Tudo isto em entrevista ao programa Aqui com Benja, do FOX Sports.

Veja, abaixo, o que Andrés respondeu sobre cada um dos temas

Rogério Ceni técnico do Corinthians?

"Sem problema nenhum [contrataria]. Vai ser um dos melhores treinadores do Brasil. É uma grande pessoa, não é mais atleta.

Ele sempre respeitou o Corinthians, nunca ofendeu ou tirou sarro, como alguns já fizeram. Não teria nenhum problema de contratá-lo, não."

"Golpe baixo" de Galiotte e Palmeiras sem Mundial

"O vestiário faz parte do fuebol, ele [Maurício Galiotte] foi lá e pintou de novo o vestiário [de visitante do Allianz Parque] de tudo quanto é símbolo do Palmeiras de campeão... só não achamos o do Mundial, mas o resto nós achamos tudo lá, até sobrou um pedaço de pano porque não tinha o Mundial lá, não deu para tampar, o resto nós tampamos tudo e sem problema nenhum.

O que eu fiquei chateado é que na reunião que nós estávamos tendo na Federação [Paulista de Futebol], antes de acabar, ele [Maurício Galiotte] vazou [para a imprensa] que eu [o Corinthians, no caso] não queria fazer exame de COVID, e isto foi um golpe muito baixo, primeiro porque eu não me neguei a fazer, eu só disse 'quem não cumpriu os protocolos que faça', e eu estava cumprindo os protocolos, então, eu não precisava fazer, mas falei no final da reunião 'o médico da federação entra em contato com o médico do Corinthians e se tiver que fazer, a gente faz'. Fiquei e estou muito chateado com ele, mas faz parte, é um momento difícil para todos, mas não tem problema, não, dirigente você vê quando perde, mas... não nos falamos mais depois disso.

[O vestiário de visitante da Neo Química Arena]É neutro, é tudo branco, nos corredores você põe os símbolos do Corinthians, você põe tudo, mas dentro do vestiário é neutro, e todos os vestiários do mundo são neutros, mas o Palmeiras insite em pôr lá os campeonatos deles e tal, mas volto a repetir, só não achei o do Mundial, sobrou lá cinco metros de pano porque não achamos o do Mundial [de Clubes]."

play
0:59

Andrés revela 'golpe baixo' de Galiotte e cutuca Palmeiras por 'decoração' nos vestiários: 'Não achei o mundial'

'Até sobrou pano'; completou o dirigente

Presidente do Benfica

"Pqp! Esse cara [Luís Filipe Vieira], viu, meu, esse cara pensa que tem o rei na barriga, este filho da mãe. Nós fizemos um acordo de vender o Pedrinho por 20 milhões, e eu tinha que comprar o Yony González por 3 [milhões], e ele queria colocar no mesmo contrato. E eu disse que não, a venda do Pedrinho é uma coisa, e a compra do Yony é outra.

E ficou acertado que nós íamos comprar, e neste meio do caminho ele tinha que dar uma carta para o Corinthians ter acesso à antecipação [dos valores] da venda nos bancos, e ele ficava enrolando para dar esta carta.

A uma certa altura, nós vimos no contrato, que ele que fez e nós aprovamos, que o Yony tinha que jogar até cinco jogos para a gente efetivar a compra, mas como teve a pandemia, o Yony só tinha feito quatro jogos. Aí, nós mandamos um e-mail para ele, em português, com certeza, para ele entender que se ele não desse a carta, nós íamos devolver o Yony, e foi o que aconteceu, ele não deu a carta e nós devolvemos o Yony.

play
2:23

Andrés detalha negociação com Benfica e critica presidente: 'Tratou muito mal o Corinthians'

'Pensa que é o presidente do planeta; um filho da mãe'; detonou o dirigente

Posterior, ele ficou nervosinho, deu uns ataquinho nele lá, e quis descontar do Pedrinho os 3 milhões, eu não aceitei porque no começo, quando nós começamos a conversar sobre o Pedrinho, a oferta era de 15 a 18 milhões, e como ele falou que eu tinha me comprometido a pagar 3 [milhões] pelo Yony, ele queria pagar 17, não acertamos, depois teve um acordo e ele pagou 18 milhões de euros no Pedrinho.

Então, foi isto a negociação, mas ele tratou muito mal o Corinthians, ele tratou muito com falta de respeito a mim, mas faz parte, já não é a primeira vez, desde a venda do Elias, na época ele já pensava que era o presidente do planeta, mas ele é simplesmente o presidente do Benfica."

Sobre Jorge Jesus

play
0:57

Andrés Sanchez, sobre Jorge Jesus: 'Fez uma grande campanha durante 4 meses; vocês idolatram muito ele'

'Os treinadores brasileiros não devem nada a ele'; completou o dirigente

Sobre Fábio Carille

play
3:03

Andrés Sanchez detona Carille: 'Se eu abrir a boca para falar, ele não trabalha nunca mais no futebol'

'As pessoas, quando têm 10 milhões na conta, mudam'; completou

'Futebol Nutella'

play
0:33

Andrés Sanchez diz que futebol está 'muito Nutella': 'Caríssimo, chato e perigoso; muito politicamente correto'

'Não se pode nem fazer uma aposta'; completou