<
>

Patrick de Paula é pivô de reuniões entre empresário e Palmeiras por valorização no contrato

play
'O Palmeiras tem o controle da situação', diz diretor de futebol sobre Patrick de Paula (2:04)

Anderson Barros explicou ao repórter Edu de Meneses que o clube ainda não recebeu propostas oficiais pelo volante palmeirense (2:04)

Em reunião nesta semana com a diretoria do Palmeiras, o empresário do volante Patrick de Paula, Giuliano Bertolucci, conversou com o alto escalação alviverde no sentindo de melhorar o contrato de seu agenciado.

No encontro, foram discutidos diversos temas referentes à carreira do prata-da-casa palestrino. Segundo apuraram ESPN e FOXSports.com.br, a evolução salarial do jovem jogador esteve entre eles.

Patrick foi promovido ao elenco profissional do Verdão no início de 2020 e, desde a retomada do futebol no país, vem se destacando pelas ótimas atuações e pelo protagonismo no meio-campo palestrino.

A reportagem apurou que já existem muitas sondagens na mesa da diretoria alviverde, todas vindas da Europa, mas nenhuma se converteu em uma proposta oficial para ser analisada.

Diante do interesse cada vez maior pelo jovem, o Palmeiras já definiu um valor mínimo para iniciar qualquer negociação: 25 milhões de euros (R$ 165,5 milhões).

Dessa forma, a direção assegura que não existe negociação em andamento entre Palmeiras e qualquer clube por Patrick de Paula. E diz mais: tem planos a longo prazo com ele.

O que dá segurança ao clube é que 100% dos direitos do volante são do Palmeiras e a multa em contrato é 100 milhões de euros (R$ 662,7 milhões).

Ao blindar Patrick de Paula, o Palmeiras está assegurando que a sua maior joia não saia prematuramente, mas não significa que o clube está fechado para o mercado de vendas.

O presidente Maurício Galiotte já admitiu publicamente que precisa negociar jogadores para contornar a crise financeira e acertar as contas. Mas a ideia é o camisa 5 não entrar nesta lista.

A vontade, segundo apurou a reportagem, é mantê-lo no plantel até pelo menos 2021.