<
>

Arthur seguirá afastado do Barcelona, barrado de jogos e impedido falar com companheiros

play
Messi resolve, Barcelona vence Napoli e vai às quartas da Champions (0:55)

O argentino foi o nome do jogo ao anotar um belo gol, ter outro lado anulado e ainda sofrer um pênalti convertido por Luis Suárez. Clément Lenglet abriu o placar para os donos da casa. (0:55)

O brasileiro Arthur seguirá afastado dos trabalhos do Barcelona, não poderá ter contato com seus companheiros e nem viajará a Lisboa com a delegação catalã para a fase final da Champions League, confirmou uma fonte oficial do clube à ESPN.

A decisão foi tomada pelos dirigentes enquanto "não se resolver a ação disciplinar" que o Barça mantém aberta após o jogador não se reapresentar aos treinos e optar por permanecer no Brasil, ainda no final de julho.

"Até que não haja resolução em uma reunião entre seus advogados e os do Barcelona, não poderá entrar em dinâmica do grupo nem de treinamentos e nem viajará a Lisboa", sentenciou a fonte.

Vale lembrar que ele já foi barrado de assistir à partida contra o Napoli, no último sábado, pelas oitavas da Liga dos Campeões.

Nesta segunda-feira, Arthur foi ao centro de treinamento do time blaugrana e se reuniu com cerca de 45 minutos com o secretário-técnico do Barça, Éric Abidal.

No encontro, o volante explicou a Abidal as razões pelas quais decidiu não se reintegrar aos treinos culés, em 27 de julho, mesmo tendo sido convocado com o restante do elenco, dando a entender que a motivação foi o fato de que ele suspeitava que não seria mais utilizado pelo técnico Quique Setién, já que o comandante não o escalou por um minuto sequer desde que sua ida para a Juventus foi oficializada.

Abidal, por sua vez, destacou o pouco profissionalismo de Arthur, mas deixou a solução do caso pendente de uma conversa que ainda terá com Setién.

Apesar da reunião entre os advogados das partes para tentar resolver a situação ter a possibilidade de acontecer ainda na próxima terça, as chances do brasileiro ser colocado entre os relacionados do Barcelona e viajar a Lisboa são encaradas como muito remotas.

O que se sabe é que, nos bastidores do clube, não foi perdoada a atitude do jogador, e a equipe já está preparada pra ir "às últimas consequências" no caso, com uma ação disciplinar que pode terminar em multa milionária.