<
>

Conmebol define volta da Libertadores em setembro; Sul-Americana e eliminatórias ficam para outubro

O Conselho da Conmebol, reunido nesta sexta-feira, definiu as datas para os retornos da Libertadores e da Copa Sul-Americana 2020 além do início das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

O futebol na América do Sul está paralisado desde março por causa da pandemia de COVID-19. Os dois torneios entre clubes, por sinal, vão ser encerrados só no ano que vem com seus formatos originais mantidos.

A Libertadores, paralisada após a segunda das seis rodadas da fase de grupos, volta em 15 de setembro, uma terça-feira.

Pelas brechas no calendário da CBF divulgado na última quinta, as jornadas seguintes da competição devem acontecer nas semanas (tendo como base as quartas-feiras) de 23 e 30 de setembro e 21 de outubro.

As oitavas e quartas de final seriam realizadas em 25 de novembro, 2, 9 e 16 de dezembro, enquanto as semifinais invadiriam 2021 nos dias 6 e 13 de janeiro. A decisão, inicialmente marcada para o Maracanã (no Rio de Janeiro), fica para o fim de janeiro.

A Copa Sul-Americana, enquanto isso, retorna aos gramados em 27 de outubro a partir da segunda fase, e sua final também deve ser realizada na segunda quinzena de janeiro.

Já as primeiras rodadas das eliminatórias sul-americanas para o Mundial do Catar, que estavam marcadas para março passado, serão disputadas em outubro, atrasando em um mês o cronograma revelado há semanas.

A América do Sul é o novo epicentro do coronavírus, e os campeonatos nacionais ainda não começaram nem foram retomados. O primeiro país a ter o retorno do torneio local é o Paraguai, no próximo dia 17.

No Brasil, os Campeonatos Carioca e Catarinense foram os únicos que voltaram até agora.