<
>

Cartola do Botafogo ataca Flamengo por volta aos treinos: 'Está preparando outra tragédia, agora calculada'

Carlos Augusto Montenegro, membro do comitê gestor do Botafogo, declarou-se envergonhado com a intenção do Flamengo de antecipar a volta aos treinos e tentar acelerar a volta de jogos.

O dirigente citou até mesmo a tragédia que vitimou dez garotos no Ninho do Urubu, em fevereiro de 2019, para comentar a questão.

"O Flamengo, que já passou por uma tragédia com os garotos, a respeito da qual foi colocado que houve uma falta de atenção, está querendo arriscar de novo a vida dos atletas? Que maluquice é essa de querer jogar? Por que o Carioca é a coisa mais importante do mundo? É ridículo o Flamengo acionar o governador, e o governador que está com coronavírus', disse Montenegro ao O Globo.

"Se fizer isso, ele (Flamengo) está preparando uma outra tragédia. Agora, calculada. A anterior foi o acaso. Ninguém imaginava. O Flamengo deveria ser, até pelo trauma, o primeiro a defender a quarentena, mostrando que aprendeu a lição. Muito triste isso", disse ainda.

"Fico envergonhado. É uma falta de sensibilidade e respeito à vida humana", completou.

Flamengo, Botafogo e Vasco estavam juntos no posicionamento de esperar um eventual aval das autoridades ao protocolo médico criado junto à Federação Carioca. Na terça-feira (14), ao contrário dos outros clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro, decidiram não ampliar o período de férias aos jogadores e comissão técnica. O alvinegro, no entanto, mudou seus planos e anunciou mais dez dias de pausa ao elenco.

"A posição do Botafogo é que não vai treinar, não vai fazer seus atletas saírem de acasa muito menos jogarem antes que o Ministério da Saúde, médicos, secretários estaduais e municipais autorizarem as pessoas a saírem", disse.

"Se o Flamengo quiser continuar nessa linha, que ele vá com os menores e quem mais quiser ir. O Botafogo não vai - completou Montenegro", garantiu.