<
>

Quer um técnico gringo para seu time? Veja oito badalados que estão desempregados

Mudanças de técnico não são nem um pouco raras no futebol e "sempre há alguém esperando" para tomar a posição de comandante. E é bom os treinadores que ainda tem emprego abrirem bem os olhos, porque a lista de desempregados está com o nível alto.

A revista FourFourTwo listou os técnicos que estão sem contrato neste momento e podem pintar em grandes equipes do futebol mundial. Tem finalista de Champions League, campeão de Europa League e Premier League.

Ernesto Valverde

A "última vítima" da elite europeia, o espanhol foi demitido do Barcelona e deu lugar a Quique Setién. Com o clube catalão venceu dois títulos do campeonato nacional e estava novamente na corrida pela LaLiga deste ano antes de ser mandado embora.

Como classifica o jornal, Valverde é "sólido, apenas não era o certo para um clube em que aparência é tudo".

Se os clubes europeus esperam um estilo "pragmático", o técnico é uma boa escolha - "só não mencione os desastres em campeonatos europeus".

Unai Emery

A derrota para o Chelsea por 4 a 1 na final da Europa League ficou marcada no histórico de Unai Emery em sua passagem pelo Arsenal, o que rendeu uma "revolta" dos torcedores com suas táticas na temporada atual e causou sua demissão. "Discípulo" de Guardiola, Mikel Arteta chegou para o seu lugar.

Também com lembranças complicadas de sua passagem pelo PSG, as duas "falhas" em grandes clubes não apagam os três títulos consecutivos da Europa League conquistados com o Sevilla.

O currículo do espanhol não o deve deixar de longe dos gramados por muito tempo, apesar de não sonhar com a elite do futebol mundial neste momento.

Mauricio Pochettino

O técnico que "reconstruiu" o Tottenham de dentro para fora, transformou os Spurs em finalistas da Champions League com jogadores de nível mundial a preços baixíssimos, Mauricio Pochettino foi demitido após um começo de temporada terrível do time e deu lugar a José Mourinho. Uma despedida que foi um "choque" após tudo que conseguiu.

Não é incomum ver o nome do treinador argentino ligado ao Manchester United, apesar do Bayern de Munique também aparecer na briga. Talvez seja o momento do técnico seguir os passos de Klopp há alguns anos e aceitar o desafio de encarar um time que não figura mais na elite.

Seria "Poch" o maior pesadelo para Solskjaer?

Maximilliano Allegri

Um dos nomes mais "temidos" no Campeonato Italiano por alguns anos, o treinador que comandou a Juventus a momentos de glória teve seu nome vinculado ao Arsenal antes do time anunciar Arteta, mas parece não estar com pressa de voltar aos gramados.

O treinador nunca foi testado fora da Itália, mas não seria uma surpresa ver o "Big Max" assumindo o lugar de alguns treinadores com campanhas decepcionantes por aí. As "férias" não devem durar tanto, afinal.

Marco Silva

A aposta do Everton era de que Marco Silva lideraria o time em uma nova era. Um projeto longo e um treinador jovem era a chave para o sucesso, mas acabou em decepção e a investida para arrumar a casa foi em um velho conhecido do futebol e que já se provou há muitos anos, Carlo Ancelotti.

Campeão com o Olympiacos, o português já comandou três clubes na Premier League em sua curta carreira e não deve demorar para que retorne: "Talvez não seja o treinador que todos pensamos que seria quando apareceu no Hull City, mas ainda é um bom técnico para navios firmes".

Leonardo Jardim

Campeão na França com uma campanha heroica no comando do Monaco, Leonardo Jardim foi demitido e substituído por Thierry Henry. O "experimento" terminou em desastre para o time francês e o técnico português foi chamado para deixar tudo em ordem novamente.

Porém, está desempregado de novo desde dezembro. Com seu histórico de sucesso em terras francesas, não deve demorar para que algum outro grande europeu aposte no treinador.

Chris Hughton

Já considerado "antiquado", se quiser um futebol defensivo e de volta ao básico, Hughton é a opção perfeita para seu time.

O treinador foi surpreendentemente demitido do Brighton apesar de ter mantido o time na Premier League duas vezes. Já mostrou que em clubes menores pode alcançar o sucesso (e rápido), então não deve se preocupar tanto com o tempo que ficará no mercado.

Manuel Pellegrini

Pellegrini começou a temporada no comando do West Ham, mas perdeu o posto para David Moyes.

Aos 66 anos já não tem mais tantas opções de mercado quanto alguns anos atrás, "mas, realmente, muitos treinadores fizeram campanhas muito piores na Premier League".

O jornal lembra que, mesmo após anos de sucesso, a melhor campanha do Manchester City na Champions ainda é sob o comando do chileno e não de Guardiola. Com isso, ainda existe gás, quem sabe, para uma briga por meio de tabela na Premier League.