<
>

Copa América também é adiada e será disputada em 2021

play
Léo Bertozzi: 'Todo mundo que lutou para o futebol continuar é irresponsável; têm que ser expostos' (0:50)

Algumas equipes queriam continuar com as competições em meio ao coronavírus (0:50)

No dia em que a Eurocopa foi adiada para 2021, a Conmebol tomou a mesma medida para sua competição entre nações: a Copa América não vai acontecer em 2020 e será disputada no ano que vem por causa do coronavírus.

"Esta é uma medida extraordinária para uma situação inesperada e corresponde à necessidade fundamental de afastar a evolução exponencial do vírus", disse o presidente da entidade, Alejandro Domínguez.

A Copa América vai acontecer entre 11 de junho e 11 de julho de 2021.

A pandemia do coronavírus já causou a paralisação de diversos eventos esportivos, e agora as confederações começam a acertar o calendário para eventos de médio e longo prazo.

A Libertadores e a Copa Sul-Americana haviam sido suspensas na semana passada (alguns jogos foram disputados, mas com portões fechados para torcedores).

A Conmebol também já havia acertado com a Fifa o adiamento do início das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 - as duas primeiras partidas aconteceriam no final de março.

A próxima edição da Copa América será realizada em Argentina e Colômbia com 12 participantes: os dez países da América do Sul e dois convidados, Austrália e Catar.

"Agradecemos também a Uefa e seu presidente, Aleksander Ceferin, pelo trabalho conjunto e a decisão coordenada de adiar também a Eurocopa 2020 para benefício de toda a família do futebol", disse Domínguez.

O Brasil é o atual campeão após vencer a edição de 2019 em casa, e a Conmebol realizaria novamente a competição apenas um ano depois para se adequar com a Eurocopa.