<
>

Libertadores: Briga generalizada entre Grêmio e Inter com oito expulsos dará prejuízo de pelo menos R$ 28 mil a cada clube

O duelo entre Grêmio e Internacional pela Copa Libertadores gerou grande expectativa e será lembrado para sempre... Pela confusão generalizada e as oito expulsões nos minutos finais da partida.

Pepê, Luciano, Caio Henrique e Paulo Miranda levaram cartão vermelho pelo tricolor, e Moisés, Edenílson, Cuesta e Praxedes foram os penalizados do lado colorado. Os jogadores trocaram empurrões, chutes e socos em confusão que começou aos 43 do segundo tempo.

A distribuição de vermelhos promovida pelo árbitro argentino Fernando Rapallini vai pesar no bolso dos rivais.

Segundo o regulamento da competição, cada expulsão direta gera uma multa de, no mínimo, 1.500 dólares (R$ 7.187 na cotação atual). Ou seja, cada clube gastará pelo menos R$ 28.748. Uma briga que renderá R$ 57.496, ou mais, para os cofres da Conmebol.

Leia o que diz o regulamento:

As expulsões por cartão vermelho diretamente estarão sujeitas à imposição das multas econômicas que determinem, neste caso, os órgãos disciplinares da CONMEBOL, que, em nenhum, caso poderá ser inferior a USD 1500 (MIL E QUINHENTOS DÓLARES).