<
>

Olimpia: Presidente garante que Adebayor não chega 'a passeio'; agente diz que quase contratou Podolski

A chegada de Emmanuel Adebayor ao Paraguai causou furor.

O Olimpia deve apresentá-lo nos próximos dias - ele chega ao país na sexta-feira -, e o presidente do clube garante que o atacante togolês não estará "a passeio" em Assunção.

"Ele vem competir, competir em alto nível, não vem a passeio", afirmou Marco Trovato à rádio espanhola Cadena Ser.

"Ele ficou atraído pelo desafio da Libertadores, um campeonato que evidentemente nunca jogou. Ele nos confirmou a todo momento que vem para competir, para lutar para conseguir coisas importantes com o Olimpia", disse.

O dirigente também falou do papel de Roque Santa Cruz - ex-companheiro de Adebayor no Manchester City - na negociação.

"Teve um papel importante. Foi ele que deu o último empurrão que faltava para fechar com Emmanuel. Uma coisa é quando negocia o clube com o jogador ou com o representante, e outra é quando o jogador fala com um par seu, e mais ainda quando foi seu companheiro", falou Trovato.

"Emmanuel está dando o primeiro passo, e é importante, porque amanhã outros jogadores vão poder dar o passo de vir jogar no Olimpia", espera o cartola.

E um desses jogadores poderia ter sido um campeão mundial com a Alemanha.

De acordo com Daniel Machado - intermediário na negociação de Adebayor -, Lukas Podolski era o plano B quando as negociações com o togolês travaram.

"Estivemos muito perto de chegar a um acordo, mas ele recebeu uma oferta da Turquia (Antalyaspor, com quem fechou), e com isso já não podíamos competir", afirmou o agente à rádio 970 AM do Paraguai.