<
>

Palmeiras fica perto de meta do ano e faz caixa de R$ 46 milhões para reforços

play
Edu de Meneses dá detalhes da venda de Matheus Fernandes ao Barcelona (2:38)

Jogador do Palmeiras está perto de ser anunciado pelo clube catalão (2:38)

A venda encaminhada de Matheus Fernandes ao Barcelona fará com que o Palmeiras se aproxime, apenas em janeiro, da meta que estabeleceu para 2020 inteiro com venda de jogadores. O valor é o mesmo que o clube prevê para investir em reforços para a temporada.

O acerto com a equipe espanhola pode render até 11 milhões de euros (mais de R$ 50 milhões) de acordo com metas estabelecidas. Nesse primeiro momento, porém, o negócio é de 7 milhões de euros (R$ 32 milhões), sendo que 75% ficam nos cofres alviverdes – R$ 24 milhões.

O valor do meio-campista se soma aos negócios já fechados de Artur, vendido ao Red Bull Bragantino, e Carlos Eduardo, que teve 20% dos direitos econômicos adquiridos pelo Athletico-PR. Os três negócios de janeiro renderão pouco mais de R$ 46 milhões ao Palmeiras.

No orçamento de 2020, o clube projetou arrecadar R$ 60 milhões com negociações de atletas. O documento também afirma que o investimento em reforços será “igual a venda de jogadores”.

Até o momento, contudo, apesar do dinheiro que entrou, o Palmeiras não fez nenhuma contratação para o elenco que será comandado por Vanderlei Luxemburgo e abre a temporada nesta quarta-feira, em amistoso contra o Atlético Nacional, às 22h30 (de Brasília), pela Flórida Cup.

Outro negócios

Entre as vendas já sacramentadas pelo Palmeiras, Artur foi para o Red Bull Bragantino por R$ 25 milhões. Coube ao clube alviverde 70% desse valor, cerca de R$ 17,5 milhões.

Já Carlos Eduardo foi para o Athletico-PR por empréstimo, mas com a aquisição por parte dos paranaenses de 20% dos direitos econômicos do atacante. O negócio foi fechado em pouco mais de 1 milhão de euros, aproximadamente R$ 4,7 milhões na cotação atual.

Além dos negócios de janeiro, o Palmeiras também fechou outras duas vendas na reta final de 2019: o zagueiro Thiago Martins foi ao Yokohama Marinos, do Japão, por mais de R$ 8 milhões; e o volante Thiago Santos partiu para a MLS, dos Estados Unidos, no FC Dallas, por R$ 4 milhões.

Também deixaram o elenco alviverde Fernando Prass (fim de contrato), Edu Dracena (aposentadoria), Miguel Borja (empréstimo), Antônio Carlos (empréstimo) e Hyoran (empréstimo), mas sem render nenhum valor em dinheiro. O atacante Deyverson é outro que deve sair.