<
>

Barcelona: Quem é Quique Setién, que tem o clube catalão como 'essência' do seu jogo

O Barcelona optou por voltar às raízes. Toque de bola e um jogo ofensivo plástico. Características marcante quando se pensa no clube catalão. Tudo isso estará de volta com Enrique Setién.

Mais conhecido como Quique Setién, o ex-meio-campista teve trabalhos de destaque nos últimos anos em Las Palmas e Betis, com um futebol focado na posse de bola e na troca de passes.

Na segunda-feira, o Barça anunciou a contratação de Setién como novo técnico.

Antes de Quique, os favoritos para assumir o cargo eram Xavi Hernández e Ronald Koeman, mas ambos não quiseram. Depois, a lista de desejos passou a ser encabeçada pelo argentino Mauricio Pochettino, ex-Tottenham, que já disse no passado que jamais trabalharia para os culés.


Quem é Quique Setién?

Setién, 61 anos, foi um meio-campista clássico nos tempos de jogar. De qualidade técnica e bom passe, após se aposentar trouxe os elementos do campo para colocar em suas equipes. Ídolo como jogador no Racing Santander, o primeiro trabalho no banco também foi no clube de Santander.

De 2000-01 até 2015, treinou equipes menores da Espanha, como o próprio Racing Santander, Ejido, Logroñés e Lugo. Em 2004 teve uma passagem de apenas um jogo pela seleção da Guiné Equatorial.

Uma passagem rápida de uma temporada em 2015 pelo Las Palmas fez Setién ser mais conhecido. Em 2017, ele assumiu o Real Betis, onde ficou até o final de 2018-19.

No clube espanhol, o fã de xadrez e extremamente estrategista, fez uso de um futebol apoiado e de jogo bonito para surpreender os gigantes Barcelona e Real Madrid.

"Estamos tentando consolidar uma ideia e uma proposta que, às vezes, sai bem, e em outras, nem tanto", afirmou quando ainda comandava o Betis.

Sidnei, ex-jogador do Internacional e que atua no clube espanhol desde 2018-19, analisou a qualidade de Setién.

"É um jogador a mais em campo, com as ideias que ele tem. Tem um estilo e procuramos fazer isso nos jogos, independente do adversário".


Fórmula mágica?

Em uma entrevista ainda em 2018, Joaquín, um dos ídolos da história do Betis, e que tem uma grande relação com o técnico Setién, brincou sobre a forma como o comandante escalava a equipe e dava seus treinos.

"O professor chega nessa segunda temporada 'fumando' o melhor! Já está rindo e tudo... (risos). Ele ainda não passou a receita do que fuma, mas vamos descobrir".

Tudo isso veio por conta de uma entrevista do próprio Setién, em fevereiro daquele ano. Por conta das mudanças frequentes, outra característica do seu comando, no onze inicial, o técnico comentou:

"Creio que alguém pode pensar que fumo algo antes de fazer os 'onze', mas sou quem os conhece melhor. Ninguém tem posto assegurado, os jovens são o futuro do clube".

Antes do confronto contra o Sevilla, também em 2018, Setién respondeu a Joaquín também em um tom bem humorado.

“Sempre, inclusive nas situações de tensões que cada um vive após estar dez meses trabalhando todos os dias, é conveniente momentos de humor, que relaxem o ambiente. Eu e Joaquín temos muito boa relação, nos parecemos. Quando se aposentar, eu passarei o que fumo (risos)".


Técnico já havia até citado Pelé para falar de Messi

Em 2019, Messi deu show contra o Real Betis, até então treinado por Setién. 4 a 1 para o Barcelona no Estádio Benito Villamarín.

O argentino fez três gols na partida. Um deles épico, de cobertura, da entrada da área. Após a partida, o comandante dos adversários do clube Blaugrana, elogiou demais Messi.

“Vi grandíssimos jogadores fazerem coisas maravilhosas, mas a continuidade e desequilíbrio permanente que esse jogador tem nesses 12 ou 14 anos de carreira, é... Creio que nenhum jogador, não sei se Pelé em sua época, teve a continuidade desse jogador”.

“São todos os jogos, todos. Não sei quantos hat-tricks já fez e fará. É um luxo poder coincidir com ele e vê-lo todo domingo”, complementou.

Agora, Setién poderá treinar o argentino e se deliciar com mais atuações impressionantes de Messi.