<
>

Champions: Ajax cai para Valencia em jogo insano e é eliminado em casa; Chelsea conquista vaga

play
Liverpool bate Red Bull Salzburg com gols de Keita e Salah e avança na Champions League (0:52)

Com o resultado, o time de Klopp foi a 13 pontos e passou na liderança, enquanto o Napoli avançou no 2º posto (0:52)

Insanidade total. Talvez esse seja o melhor jeito de definir como foi encerrado o grupo H da Champions League.

Com os dois jogos simultâneos, as combinações de classificados iam se modificando. Após os 90 minutos, Valencia e Chelsea deixaram Ajax e Lille pelo caminho e garantiram suas vagas nas oitavas de final.

Veja como foram os jogos:

Ajax 0 x 1 Valencia - Gol de Rodrigo

Chelsea 2 x 1 Lille - Gols de Tammy Abraham e Azpilicueta (CHE) e Remy (LIL)


Como ficou o grupo

1. Valencia - 11 pontos
2. Chelsea - 11 pontos
3. Ajax - 10 pontos
4. Lille - 1 ponto

O Valencia ficou na frente do Chelsea por conta do critério de desempate: confronto direto. Em Londres, o time espanhol venceu por 1 a 0. Jogando em casa, seguraram o empate por 2 a 2.


Em Amsterdã

O Ajax dominou o Valencia, mas os visitantes voltaram para a Espanha com os três pontos e a vaga nas oitavas.

O jogo dos espanhóis foi impecável: cirúrgico quando teve sua chance, ficado e sólido na defesa, mexendo com os nervos dos holandeses, que ficavam cada vez mais nervosos... Tudo como manda o manual.

Apesar do Ajax ter dado 17 chutes contra 8 do Valencia, ter dominado a bola em 65% do tempo contra 35% dos visitantes e ter trocado 529 passes contra 312 dos espanhóis, ambos acertaram o gol o mesmo número de vezes: 3.

Com 24 minutos, Rodrigo recebeu dentro da área e esbanjou categoria para tirar de Onana e fazer o único gol da partida. A partir desse momento, foi ataque contra defesa.

No primeiro tempo, um toque de Van de Beek passou por cima de Doménech e só não entrou no gol por um milagre de Gayá, que deu um voleio quase sobre a linha. Na segunda etapa, após linda trama pela direita, Lang tirou tinta da trave com um chute acrobático, mas ela não queria entrar. Apesar do volume de jogo do Ajax, essas tinham sido as únicas grandes chances da equipe.

O treinador Erik ten Hag tentou mudar, e sem o brasileiro David Neres, lesionado, tirou o garoto Noa Lang para colocar Huntelaar. Também veio a troca de Tagliafico por Siem de Jong.

Parecia que a eliminação viria com toques de apatia, mas não. Aos 44 da etapa final, veio um bate-rebate na área e a bola flertou com as redes: após a zaga afastar, ainda veio um chute de fora da área que deu trabalho ao goleiro Doménech. Dois minutos depois, uma virada de jogo foi finalizada com um lindo chute de Ziyech, também defendido.

Quando tudo era dado como encerrado, Gabriel Paulista, que fazia uma partida perfeita, se jogou após uma dividida, buscando ganhar tempo, e foi 'cobrado' por Tadic. Na confusão, o zagueiro brasileiro deu uma cabeçada em Ziyech e foi expulso.


Em Londres

O Chelsea tinha uma missão: vencer o Lille. A condição para a classificação da equipe inglesa era simples, e assim eles fizeram ser o jogo contra o Lille, lanterna do grupo que havia conquistado apenas um ponto antes da rodada final (e assim seguiu).

No primeiro tempo, os Blues mataram o jogo: Tammy Abraham completou cruzamento do brasileiro Willian após linda troca de passes de todo o time. De cabeça, na reta final da primeira etapa, Azpilicueta cabeceou com perfeição e já deixou a torcida tranquila em Stanford Bridge.

Com 33 da etapa final, o Lille diminuiu e colocou a vaga do Chelsea em risco - o empate em Londres classificava o Ajax.