<
>

Bastidores das quedas no Palmeiras: Sampaoli consenso, decisão colegiada e arquibancada mostrando força

play
Palmeiras busca um treinador estrangeiro? Presidente Galiotte responde e fala em 'modelo de jogo competitivo' (1:30)

Maurício Galiotte foi perguntado sobre o estilo que quer para o próximo comandante alviverde (1:30)

O Palmeiras vai fazer uma proposta a Jorge Sampaoli. É o nome escolhido pelo clube como prioritário e, por enquanto, o único na mira.

O clube trabalha, porém, com a ideia de só ter uma resposta de Jorge Sampaoli depois do fim do Campeonato Brasileiro.

Até pelo fato de o Santos, vice-líder, com 71 pontos, disputar o segundo lugar com o Palmeiras (68).

Com uma vitória, o Peixe já assegura o 2º lugar. Pois ainda que iguale a pontuação, o Alviverde terá menos vitorias - o Santos já tem 21, número máximo a que o Palmeiras pode chegar.

Resposta

Segundo apurou o ESPN.com.br, a queda de Alexandre Mattos estava quase 100% fadada a acontecer no fim do ano.

Foi mesmo a derrota para o Flamengo, menos pelo resultado do que pela forma, que a precipitou.

Mauricio Galiotte e seus interlocutores mais próximos, como os vices Paulo Buosi e Alexandre Zanotta - bem como os diretores profissionais contratados -, entenderam que uma resposta era necessária diante da apatia e da facilidade com que o time fora subjugado pelo Flamengo.

Torcida

O caso de Mano Menezes é um pouco diferente. Havia mesmo a ideia de que o técnico começasse 2020 no clube.

Além do jogo de hoje, a manifestação quase unanimemente contrária da torcida pesou muito para que ele caísse.

A maneira como Mano acusou o golpe diante dos protestos da torcida também ajudou a diretoria a se decidir pela demissão.

Quem vem?

A permanência do gerente Cícero Souza não altera a ideia do Palmeiras de contratar um novo diretor para a vaga de Mattos.

Cícero é visto como um excelente homem de processos, mas pouco talhado para questões estratégicas.