<
>

Com reverência, presentes e até 'trono' à beira do campo, Maradona volta ao estádio do Newell's em goleada do Gimnasia

Uma noite de festa e reverência para Diego Maradona. Nesta terça-feira, o Gimnasia La Plata conseguiu uma goleada em cima do Newell’s Old Boys fora de casa pelo placar de 4 a 0 e conseguiu sua segunda vitória na competição. Mas o que ficou marcado foi toda a festa para o ídolo argentino.

Um dia antes de a bola rolar, a torcida do Newell’s fez uma homenagem para Maradona cantando para ele na porta do hotel do Gimnasia. Ele foi até a sacada do hotel onde a equipe estava hospedada para agradecer todo carinho.

Horas antes da partida, a diretoria do Newell’s fez sua reverência entregando uma camisa rosa com o nome da mãe de Maradona. O craque argentino se emocionou muito e foi às lágrimas. O clube também deu uma placa com uma foto de Maradona na época em que ele passou pelo clube.

Já com as duas equipes em campo, Maradona fez um discurso de agradecimento emocionado aos torcedores que compareceram ao estádio Marcelo Bielsa, se declarando um torcedor do clube e dizendo que irá guardar o momento em sua memória.

Já com bola rolando uma cena inusitada. Ao invés de ficar sentado no banco de reservas, foi oferecido a Maradona um trono para ele ficar à beira do gramado. E Maradona assim ficou até o final da partida. Lugar perfeito para apreciar a grande atuação da sua equipe.

Na primeira etapa, um jogo disputado que terminou com vitória dos visitantes com um gol no final de Contín. Mas na volta do intervalo que a goleada foi construída em seis minutos. Três gols (Caire, Tijanovich e García) para coroar a festa e a devoção a Maradona.

O resultado, no entanto, não tira o Gimnasia da parte inferior da tabela – penúltimo colocado com apenas sete pontos.

Maradona atuou pelo Newell’s Old Boys entre 1993 e 1994 logo após voltar da Europa. Mas sua passagem foi abreviada por uma série de lesões e acabou durando apenas cinco partidas.