<
>

Com polêmica expulsão por VAR, Vasco encerra sequência invicta do São Paulo

O VAR voltou a ser assunto em uma partida do São Paulo, e o tricolor paulista conheceu sua segunda derrota no Brasileirão, vendo chegar ao fim uma sequência de nove jogos sem resultados negativos.

Jogando em São Januário, o Vasco ficou com um a mais desde os minutos finais do primeiro tempo e aproveitou para vencer por 2 a 0, com gols de Talles e Fellipe Bastos.

Com os três pontos, o time carioca, que venceu a quarta seguida no seu estádio, sobe para a 14ª posição na tabela, com 20 pontos.

Já o São Paulo, que vinha de uma boa sequência com cinco vitórias, estaciona nos 30 pontos e vê o Santos ampliar a vantagem na liderança em um ponto.

Com polêmica

O jogo começou com o Vasco pressionando nos primeiros minutos, criando boas chances e ficando perto de abrir o placar aos nove, quando Marrony tocou para Raul e Tiago Volpi saiu bem para fazer a defesa.

Passado o ímpeto inicial, a partida ficou mais travada. Então, foi a hora da polêmica.

Aos 32, Raniel levantou o pé e atingiu Richard. O árbitro Anderson Daronco, perto do lance, marcou apenas a falta, mas foi chamado pelo VAR para reavaliar se não era caso de expulsão.

Após um demorado debate entre os responsáveis pelo apito em frente ao monitor, Daronco mostrou o cartão vermelho para Raniel, deixando o São Paulo com um jogador a menos.

Luxemburgo então tirou Henrique, que já tinha cartão amarelo, e colocou Danilo Barcelos.

Mesmo com um a menos, o São Paulo conseguiu sua primeira finalização no jogo aos 44 minutos, com Everton batendo para a defesa de Fernando Miguel. Do outro lado, Volpi viu o perigo passar perto no chute de Talles, já nos acréscimos.

Segunda etapa de gols

Depois de um problema com a irrigação do gramado, o segundo tempo começou com um ritmo um pouco mais lento, mas logo as coisas mudariam a favor do Vasco.

Aos 12, a rede, enfim, balançou. Em cobrança de escanteio, a bola alçada na área teve o desvio de Castan e sobrou para Talles, que dominou e bateu firme para abrir o marcador.

Depois, aos 35, veio o gol que sacramentou a vitória. Primeiro foi Talles quem tentou e Volpi defendeu, mas o lance continuou e terminou com o cruzamento de Danilo Barcelos para o complemento de primeira de Fellipe Bastos.

Na sequência

As duas equipes voltam em campo apenas no próximo final de semana, pela 17ª rodada.

O São Paulo é o primeiro a jogar, recebendo o Grêmio no Morumbi, em jogo marcado para as 11 horas (de Brasília) do próximo sábado. No dia seguinte, às 19 horas, o Vasco encara o Cruzeiro no Mineirão.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 2 X 0 SÃO PAULO

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 25 de agosto de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Público: 19.191 pessoas Renda: R$ 637.879,00
Gols: Talles, aos 11, e Fellipe Bastos, aos 35 do 2ºT (Vasco)
Cartões amarelos: Anderson Martins, Léo (São Paulo); Henrique, Talles, Marrony, Richard (Vasco)
Cartão vermelho: Raniel (São Paulo)

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Osvaldo Henriquez, Leandro Castán e Henrique (Danilo Barcelos); Richard, Raul, Andrey (Rossi) e Marcos Júnior (Fellipe Bastos); Talles Magno e Marrony Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Anderson Martins, Arboleda e Léo (Everton Felipe); Tchê Tchê, Liziero (Igor Vinícius) e Daniel Alves; Antony (Vitor Bueno), Raniel e Pato Técnico: Cuca