<
>

Campeonato Espanhol 2019-20: veja guia completo com escalações, destaques e conteúdos especiais de Real, Barça e Atlético

play
Real Madrid, Barcelona ou Atlético? Calçade opina nos favoritos ao título de LaLiga (1:20)

Espanhol começa nesta sexta-feira, com transmissão da ESPN (1:20)

A liga das estrelas voltou!

O Campeonato Espanhol 2019-20 começa nesta sexta-feira, quando o atual bicampeão Barcelona visita o Athletic Bilbao no estádio San Mamés Barria, às 16h (de Brasília), com transmissão da ESPN Brasil e WatchESPN.

A nova temporada traz um Barça com um elenco ainda mais forte, o Real Madrid com uma nova estrela e diferentes joias e um Atlético de Madrid reformulado.

Para você se preparar para a mais nova edição de LaLiga, o ESPN.com.br preparou um guia com informações, escalações e os destaques de cada um dos 20 participantes. Aproveite e vote em qual time será campeão e veja conteúdos especiais dos três principais times do país, assim com vídeos de grandes lances da temporada passada.

Domínio absurdo de Vinicius Jr., drible à la Zidane e 'canetas' humilhantes... veja os lances de maior talento no Espanhol em 2018-19



Alavés

Campanhas convincentes têm sido a tônica do Alavés desde seu retorno à elite em 2016, com destaque para o nono lugar em 2016-17. Na campanha passada, o time terminou a 18ª rodada em quarto e estava na zona de classificação da Liga Europa até a 31ª rodada, antes de perder o fôlego e terminar em 11º. Para a próxima temporada, muitas mudanças. Jony, o maior garçom do time e o terceiro maior do campeonato (dez assistências), e Jonathan Calleri, o maior artilheiro (nove gols), saíram. Deixaram o elenco também Borja Bastón, Takashi Inui, Darko Brasanac, que foram peças utilizadas ao longo de 2018-19. Por outro lado, o elenco ganhou nomes conhecidos como os atacantes Lucas Pérez, ex-Arsenal, e Joselu, com passagens pela Premier League e Bundesliga, assim como o versátil Aleix Vidal, ex-Barcelona, entre outros reforços. No banco, Asier Garitano foi contratado para substituir Abelardo.

Craque: Fernando Pacheco

Revelado pelo Real Madrid, com o qual fez apenas duas partidas, o goleiro está desde 2015 no Alavés, onde é titular absoluto. Em LaLiga 2017-18, Pacheco foi o goleiro que mais fez defesas difíceis, com 123 - 11 a mais do que o brasileiro Neto, do Valencia, que foi o segundo. Já na campanha passada, ele terminou na quarta colocação, com 112 - 13 a menos do que Yassine Bounou, que foi o primeiro colocado. Segundo o site Transfermarkt, o arqueiro é o atleta com maior valor de mercado do elenco ao lado do zagueiro Guillermo Maripán: 15 milhões de euros.

Fique de olho: Jeando Fuchs

Titular absoluto do Sochaux, o volante de 21 anos chegou a vestir a braçadeira de capitão em alguns compromissos da temporada passada, antes de ser contratado pelo Alavés na última janela. Campeão europeu sub-19 com a França em 2016, estreou pela seleção camaronesa principal em novembro de 2018, quando foi titular em amistoso contra o Brasil.


Athletic Bilbao

Após um primeiro turno ruim, tendo terminado a 17ª rodada na zona de rebaixamento, o Athletic Bilbao se recuperou e ficou muito perto de se classificar à Liga Europa, deixando a vaga escapar para o Espanyol na última rodada. O técnico Gaizka Garitano teve grande mérito ao assumir o time em dezembro e conseguir 14 vitórias, seis empates e sete derrotas em 27 jogos oficiais. Para esta temporada, o clube, que costumeiramente só conta com atletas com raízes bascas, perdeu apenas um nome de maior destaque, o meia-atacante Markel Susaeta, que começou 2018-19 como titular e perdeu muito espaço ao longo da campanha. Sem fazerem contratações, os bascos têm como principais reforços os retornos de empréstimo do volante Mikel Vesga, que foi titular do Leganés na última temporada, e do lateral-esquerdo Cristian Ganea, que atuou regularmente pelo Numancia no último semestre.

Craque: Iñaki Williams

Aos 25 anos, o atacante é a grande referência do setor ofensivo do Athletic Bilbao - não à toa, é avaliado em 50 milhões de euros pelo Transfermarkt. Artilheiro do Bilbao no último Espanhol com 13 gols, foi o segundo principal garçom com quatro assistências - uma atrás de Iñigo Córdoba - e ainda terminou como segundo da equipe e 20º da liga com mais dribles certos (53).

Fique de olho: Yeray Álvarez

O zagueiro de 24 anos ganhou suas primeiras chances e se firmou no time titular em 2016-17, mas teve de enfrentar um câncer testicular duas vezes - em uma delas, o elenco até raspou a cabeça em solidariedade ao companheiro que teve de passar pela quimioterapia. Deixando a doença no passado, o defensor foi titular absoluto na última temporada e terminou a última edição do Espanhol como quinto com mais interceptações (63).


Atlético de Madrid

Uma revolução passou pelo atual vice-campeão nacional. Saíram Antoine Griezmann, Lucas Hernández, Rodri, Filipe Luís, Diego Godín, entre outros nomes. Com 311,1 milhões de euros no caixa, Diego Simeone foi às compras e investiu bem. Foram 126 milhões de euros desembolsados só em João Félix. Além dele, chegam os zagueiro Felipe (20 milhões) e Mario Hermoso (25 milhões), o lateral-direito Kieran Trippier (22 milhões), o lateral-esquerdo Renan Lodi (20 milhões), o volante Marcos Llorente (30 milhões), o meio-campista Héctor Herrera (sem custos), entre outros. Rodrigo, atacante do Valencia, é outro que deve se juntar aos Colchoneros. O Atlético se movimentou bem no mercado, agora resta saber se o entrosamento se dará rapidamente.

Craque: João Félix

Em sua primeira temporada no time principal do Benfica, João Félix fez 35 jogos em Português, Liga Europa e Uefa Champions League, anotou 18 gols e deu oito assistências. Tal desempenho o levou à seleção portuguesa e o colocou como substituto de Antoine Griezmann em uma negociação de 126 milhões de euros, a contratação mais cara da história do Atlético. Na pré-temporada, o português de 19 anos deixou uma ótima impressão, somando dois gols e três assistências em quatro partidas. Na vitória por 7 a 3 sobre o Real Madrid, o atacante marcou um gol e deu passe para outros dois.

Veja o que João Félix fez antes de chegar ao Atlético de Madrid

Fique de olho: Mario Hermoso

Revelado pelo Real Madrid, o zagueiro foi contratado pelo Espanyol em 2017 por 12,5 milhões de euros. Começou como titular, perdeu a posição e a recuperou em 2018-19, na qual teve grande desempenho. Não à toa, o jogador de 24 anos esteve nas três últimas convocações da Espanha, atuou como titular em três partidas e acabou vendido ao Atlético por 25 milhões de euros.

De Felipe a João Félix... conheça o novo Atlético de Madrid

Simeone abre o jogo em relação à carreira e diz: 'Me dava muito mais satisfação como jogador do que técnico'


Barcelona

Vencedor de oito das últimas 11 edições do Campeonato Espanhol, o Barcelona nadou de braçada na última edição de LaLiga com o enfraquecimento do Real Madrid. E, se depender de seus reforços, o clube catalão se prepara para seguir absoluto na Espanha. Além da manutenção do seu time titular, este ganhou os reforços do craque Antoine Griezmann e do talentosíssimo meio-campista Frenkie de Jong. Para o banco, ainda chegou o lateral-esquerdo Júnior Firpo. E imagina se ainda chega o Neymar...

Craque: Lionel Messi

Ele é Lionel Messi. Fim.

Golaços de falta, lindas jogadas e o título! O melhor de Messi na temporada 18-19 de LaLiga

Fique de olho: Frenkie De Jong

Em 2016-17, foi eleito o jovem talento do ano na segunda divisão holandesa pelo segundo time no Ajax. Na temporada seguinte, virou titular da equipe principal como zagueiro. Em 2018-19, estabeleceu-se no meio de campo, sendo peça fundamental do Ajax campeão holandês (foi eleito o melhor jogador da competição), campeão da Copa da Holanda e semifinalista da Champions League. Dono de um passe refinado e com uma inteligência futebolística impressionante, o atleta de 22 anos parece ter nascido para jogar pelo Barça, clube que desembolsou, a princípio, 75 milhões de euros por ele.

Luis Suárez: veja resumo da temporada do astro do Barcelona em LaLiga 2018-19

Temporada de adeus ao Atlético: o resumo de 18-19 de Griezmann em LaLiga


Betis

Ainda que tenha sido irregular no Espanhol, no qual terminou na décima colocação, foi uma equipe que ganhou manchetes pela sua linha de trabalho com o treinador Quique Setién e que foi até a semifinal da última Copa do Rei. Porém, o comando foi trocado após a saída do técnico - chega Rubi, que vem credenciado por um trabalho no Espanyol. O time perdeu três titulares: o goleiro Pau López (Roma), o lateral-esquerdo Júnior Firpo (Barcelona) e o meio-campista Giovani Lo Celso (Tottenham). No gol, Dani Martín, ex-Sporting Gijón, irá brigar por posição com Joel Robles; na lateral, Alfonso Pedraza, de 23 anos, é outro jovem com potencial; por fim, no meio houve uma contratação de maior impacto: Nabil Fekir, ex-Lyon, por 19,75 milhões de euros. Além disso, o Betis fortaleceu seu ataque com o ótimo centroavante Borja Iglesias, por quem pagou 28 milhões de euros ao Espanyol, além de Juanmi, ex-Real Sociedad.

Craque: Nabil Fekir

O meia de 26 anos fechou a última temporada com 12 gols e dez assistências em 39 jogos pelo Lyon. Na campanha anterior, foram 23 gols e nove assistências, desempenho que o levou a ser um reserva da França no título da Copa do Mundo de 2018 - ele entrou em seis dos sete jogos de seu país no torneio.

Fique de olho: Emerson

Contratado em janeiro de forma conjunta por Barcelona e Betis por 12 milhões de euros, o lateral-direito de 20 anos irá permanecer no clube de Sevilha, a princípio, até o meio de 2021. Depois de ter disputado o Sul-Americano sub-20 como titular no começo do ano, o ex-jogador do Atlético-MG também disputou o Torneio de Toulon na metade de 2019. Pelo Betis, fez apenas sete jogos em seu primeiro semestre, sendo quatro como titular. Agora, terá a chance de jogar uma temporada desde o começo.


Celta

Uma posição e quatro pontos foram a diferença do Celta de Vigo para uma queda nada compatível ao elenco que possuía - e possui. Mesmo com a venda do bom atacante Maxi Gómez e das saídas do também atacante Sofiane Boufal (fim de empréstimo), do meia Ryad Boudebouz (fim de empréstimo) e do zagueiro experiente Gustavo Cabral (Pachuca), o clube galego conta com bons nomes e ainda se reforçou com Denis Suárez, do Barcelona, que custou 12,9 milhões de euros. O atacante Santi Mina, ex-Valencia, veio como pare da negociação de Gómez com o Valencia. O Celta ainda pagou 8 milhões de euros pelo zagueiro Joseph Aidoo, do Genk, e se reforçou com o empréstimo do meio-campista Pape Cheikh, do Lyon. É impensável uma nova briga contra o rebaixamento.

Craque: Iago Aspas

Com passagens por Liverpool e Sevilla, o atacante de 32 anos já é um ídolo no Celta, clube pelo qual foi revelado, mas aumentou ainda mais essa condição na última temporada, tendo marcado 20 gols e dado seis assistências em LaLiga, participando diretamente de praticamente metade dos 53 gols do time na competição. Eleito o melhor jogador de abril, foi vital para evitar o rebaixamento da equipe galega. De quebra, conquistou pela terceira vez consecutiva o Troféu Zarra, prêmio entregue pelo jornal Marca ao espanhol que mais fez gols no campeonato nacional.

Fique de olho: Brais Méndez

O meia-atacante de 22 anos ganhou espaço ao longo de 2017-18, virando titular na reta final. Na última edição do Espanhol somou seis gols e sete assistências, fez sua estreia pela seleção espanhola em novembro, fazendo o gol da vitória por 1 a 0 sobre a Bósnia. Ele havia estreado pela seleção sub-21 dois meses antes. Encerrou a temporada como quinto jogador que mais minutos disputou pelo Celta (2395).


Eibar

Desde que subiu à primeira divisão de forma inédita em 2014, o pequeno clube basco quase caiu na temporada de estreia, mas, desde então, faz campanhas sólidas, com destaque para os nono e décimo lugares em 2017-18 e 2016-17, respectivamente. Para a temporada, o Eibar perdeu dois titulares importante - o meio-campista Joan Jordan (Sevilla) e o lateral-direito Rubén Peña (Villarreal) foram vendidos por 14 e 8 milhões de euros, respectivamente. O goleiro Asier Riesgo e o atacante Marc Cardona eram reservas utilizados e também saíram. Em compensação, o elenco ganhou mais opções. Na lateral direita, veio Álvaro Tejero e Roberto Correa, que foram titular na última segunda divisão por Albacete e Cádiz, respectivamente. Para a vaga de Jordán, também há dois nomes, Roberto Olabe e Edu Expósito, titulares no Extremadura e no Deportivo La Coruña, respectivamente. No gol, Yoel Rodríguez retorna de empréstimo do Valladolid; para o ataque, Quique traz 16 gols pelo Deportivo na Segunda División na bagagem; por fim, Takashi Inui, meia com passagens por Eintracht Frankfurt, Betis e seleção japonesa, também fortalece o plantel.

Craque: Cote

O lateral-esquerdo de 29 anos, com passagens por Roma e Porto, foi uma peça vital no jogo do Eibar no último Espanhol. Primeiramente, somou 3034 minutos em campo sendo o líder do time no quesito. Foi o décimo que mais toques deu na bola (2603), o 13º que mais chances criou (56), o 13º que mais bolas recuperou (234) e o 13º que mais desarmes fez (46), sendo importante tanto na hora de defender quanto na de atacar.

Fique de olho: Álvaro Tejero

Contratado junto ao Real Madrid Castilla, o lateral-direito de 23 anos chega, ao lado de Correa, para substituir Rubén Peña. Ele tem como argumentos a boa Série B que fez com o Albacete, tendo sido o vice-líder de assistências da competição, com dez passes, um a menos do que os líderes na estatística.


Espanyol

Com uma arrancada na reta final de LaLiga (cinco vitórias e quatro empates nas últimas nove rodadas), o Espanyol garantiu uma vaga na Liga Europa e vai participar de uma competição continental pela 1ª vez desde o vice da Copa da Uefa em 2007. O embalo, porém, foi contido com a venda de seus dois principais jogadores: o zagueiro Mario Hermoso (Atlético de Madrid) e o atacante Borja Iglesias (Betis), em negócios que totalizaram 53 milhões de euros. O clube catalão, por sua vez, pagou 10,5 milhões de euros pelo atacante Matías Vargas, do Vélez Sarsfield, e 8 milhões de euros no zagueiro Fernando Calero, do Valladolid. Outras chegadas de destaque foram o volante Ander Inturraspe, reserva do Athletic Bilbao, e o zagueiro Bernardo Espinosa, do Girona. Além disso, há mudança no banco de reservas, uma vez que o técnico Rubi deixou o clube para ir ao Betis. David Gallego, que comandava a equipe B, é o substituto.

Craque: Marc Roca

O volante de 22 anos foi o jogador de linha que mais minutos disputou pelo Espanyol na última edição de LaLIga. Revelado pelo clube catalão, ele virou um pilar do time, tendo um valor de 30 milhões de euros, segundo o Transfermarkt, além de estar na mira do Bayern de Munique, de acordo com o jornal Marca. Ele ainda chega embalado à temporada depois de ter sido titular da seleção espanhola na conquista do Europeu sub-21 em junho.

Fique de olho: Adrià Pedrosa

Revelado pelo próprio Espanyol, o lateral-esquerdo de 21 anos ganhou suas primeiras chances no elenco principal na última temporada, agradou e terminou 2018-19 como titular - esteve entre os 11 iniciais em sete das últimas nove rodadas do Espanhol. Para a atual campanha, manteve a condição e já viu seu valor no Transfermarkt saltar de 300 mil euros para 10 milhões de euros em questão de quatro meses.


Getafe

O clube foi a grande sensação da última temporada, lutando até o fim por uma vaga na Uefa Champions League e encerrando na quinta posição, seu melhor desempenho na história na primeira divisão. Não bastasse isso, o elenco perdeu apenas Dimitri Foulquier - que foi reposto por Allan Nyom, que defendeu o Leganés na temporada 18-19. Além disso, o grupo, no papel, foi fortalecido, com a chegada de nomes como o jovem Marc Cucurella, emprestado pelo Barcelona, o atacante Enric Gallego (20 gols em 38 jogos em 2018-19), o zagueiro Xabi Etxeita e o meia Fayçal Fajr, que integra a seleção marroquina.

Craque: Jaime Mata

Contratado no meio de 2018 após passagem pelo Valladolid, o atacante de 30 anos não podia ter imaginado uma temporada melhor. Com 14 gols e seis assistências, ele foi o líder das duas estatísticas do Getafe em LaLiga e, assim, participou diretamente de quase metade dos 48 gols da equipe na competição, na qual seria eleito o melhor jogador de fevereiro. No mês seguinte, estreou pela seleção espanhola.

Fique de olho: Marc Cucurella

O lateral-esquerdo de 21 anos revelado pelo Barcelona atuou emprestado ao Eibar na última temporada e foi bem, com destaque para a vitória por 3 a 0 sobre o Real Madrid. Com isso, o Eibar pagou 2 milhões de euros por ele, mas o Barça exerceu a cláusula de recompra, que era de 4 milhões. Posteriormente, os catalães emprestaram o atleta por uma temporada ao Getafe com a possibilidade de transferência em definitivo por 6 milhões, além de 40% em uma futura venda. Cucurella está se desenvolvendo, e os valores argumentam a seu favor.


Granada

Após seis anos seguidos em LaLiga, o Granada caiu e retorna à elite dois anos após a queda. A equipe chega embalada pelo vice-campeonato em uma segunda divisão em que esteve o tempo todo ao menos na zona de playoffs. Além disso, o elenco foi fortalecido, com contratações baratas ou de graça, que somaram 7,25 milhões de euros. Para o ataque, chegaram o experiente Roberto Soldado e Darwin Machís, que marcou oito gols em 15 jogos no último semestre pelo Cádiz, além de ter disputado a Copa América pela Venezuela. A zaga passou a contar com Domingos Duarte, titular do Deportivo La Coruña, e Neyder Lozano, ex-Elche. Para o meio de campo, dois jovens reforçam o setor: Yan Brice, ex-Sevilla, e Yangel Herrera, emprestado pelo Manchester City. De titular, a equipe perdeu apenas Fede San Emeterio, que retorna de empréstimo ao Valladolid. Os reservas Alejandro Pozo e Dani Ojeda também são baixas significativas. Porém, o Granada parece, no papel, um time mais forte desde o acesso.

Craque: Roberto Soldado

O atacante de 34 anos é o nome mais conhecido do elenco e chega de graça do Fenerbahce, pelo qual foi titular em metade das 34 partidas da última edição do Campeonato Turco - fez seis gols. Com 12 partidas pela seleção espanhola, o ex-jogador de Real Madrid, Tottenham, Valencia e Villarreal tem um bom histórico em LaLiga com 110 gols em 245 partidas. Seus gols são fundamentais para o Granada seguir na elite para 2020-21.

Fique de olho: Yangel Herrera

O meio-campista de 21 anos do Manchester City é uma promessa que já está no momento de virar realidade. Vice-campeão mundial sub-20 em 2017 com a Venezuela, ele foi eleito o terceiro melhor jogador do torneio. Hoje é titular da seleção principal, tendo inclusive disputado a Copa América nesta condição. No último semestre, atuou por empréstimo pelo Huesca, tendo jogado regularmente no vice-lanterna da última edição do Espanhol.


Leganés

Na sua quarta temporada na elite, o clube conseguiu se manter na elite sem tantos sustos nas duas últimas temporadas. A missão para 2019-20 deve continuar sendo a briga pela permanência, ainda mais para um elenco que, a princípio, não tem tanta diferença. Maior parte dos principais reforços foram as manutenções de jogadores que estavam emprestados - casos do zagueiro Kenneth Omeruo, do lateral-esquerdo Jonathan Silva e do atacante Martin Braithwaite. Para as saídas do lateral-direito Allan Nyom e do atacante Guido Carrillo, que eram titulares, chegaram, respectivamente, Roberto Rosales, titular da seleção venezuelana, e Juan Muñoz, que marcou 13 gols pelo Alcorcón na última edição da segunda divisão. Outra baixa de um nome importante é o volante Mijel Vesga, que estava emprestado pelo Athletic Bilbao.

Craque: Jonathan Silva

O lateral-esquerdo de 25 anos foi contratado em definitivo por 3 milhões de euros após ter tido grande participação na temporada passada, na qual foi emprestado pelo Sporting. Com passagem também por Boca Juniors e Roma, ele deu seis assistências e marcou três gols, participando diretamente de praticamente um quarto dos 37 gols do Leganes no último Espanhol. O argentino ainda foi o terceiro defensor que mais chances criou na competição, com 47.

Fique de olho: Youssef En-Nesyri

Contratado na última temporada junto ao Málaga por 6 milhões de euros, o atacante de 22 anos foi o artilheiro do Leganés em 2018-19 com 11 gols e foi titular de Marrocos na última edição da Copa Africana de Nações. Pela seleção, soma oito bolas nas redes em 27 jogos disputados.


Levante

O 15º lugar nas duas últimas temporadas deixa o torcedor do Levante em alerta para a próxima temporada. Ainda mais pelo fato de o time ter sofrido uma queda significativa no segundo turno da edição passada, correndo risco real de rebaixamento. Para esta campanha, o elenco perdeu dois titulares, o zagueiro Rober Pier e o atacante Jason, que foram repostos por Óscar Duarte, ex-Espanyol e titular da seleção costarriquenha e Hernani, que era reserva no Porto. Outra peça importante no elenco que saiu foi o zagueiro reserva Chema. Por outro lado, o plantel ganhou o lateral-esquerdo Carlos Clerc (nome importante no acesso do Osasuna) e o lateral-direito Jorge Miramón (titular do Huesca), assim como meio-campista Gonzalo Melero, também do Huesca, e o atacante Sergio León, contratado por 4 milhões de euros junto ao Betis.

Craque: José Campaña

O meio-campista de 26 anos - que é avaliado em 15 milhões de euros pelo Transfermarkt, valor mais alto entre os jogadores do elenco ao lado de Enis Bardhi - está envolvido em quase tudo que ocorre no jogo do Levante. Os números no último Espanhol provam isso: 24º com mais interceptações (48), 25º com mais dribles (48), sexto com mais bolas recuperadas (268), 17º com mais desarmes (45), 11º com mais chances criadas (59) e quinto em assistências (9), além de ter feito quatro gols.

Fique de olho: Enis Bardhi

Há dois anos no Levante, o meio-campista macedônio de 24 anos alternou o banco e titularidade em sua primeira temporada; na última, virou titular. Ao todo, o camisa 10 soma 12 gols e cinco assistências em 62 partidas em LaLiga. Além disso, é titular absoluto da seleção de seu país.


Mallorca

Terceiro colocado do Espanhol em 1999 e 2001 e campeão da Copa do Rei em 2003, o Mallorca viu seu brilho ir desaparecendo até a queda à segunda divisão em 2013. O fundo do poço parecia ter chegado em 2017, com o rebaixamento ao terceiro escalão, mas a recuperação foi rápida e surpreendente. De uma vez só, a equipe retornou à elite em dois anos e agora, com o menor valor de mercado entre os participantes de LaLiga em 2019-20, terá a missão de permanecer na primeira divisão. Para isso, conseguiu manter sua base – dos 17 jogadores que disputaram mais de 1000 minutos na última temporada, somente três saíram: Pervis Estupiñán, Salva Ruiz e Álex López.

Craque: Salva Sevilla

O meio-campista de 35 anos é um velho conhecido do futebol Espanhol por sua passagem por Betis e Espanyol. Em 2017, aceitou a missão de reconduzir o clube da terceira para a primeira divisão, sendo titular absoluto nas duas últimas temporadas – em 2018-19, foi o segundo atleta do elenco com mais minutos em campo. Autor de quatro gols e nove assistências na Segunda División, foi eleito o melhor jogador de abril da competição e terminou como líder em passes completos e recuperações de bola, segundo o jornal Marca. No começo deste mês, renovou o contrato até o meio de 2021.

Fique de olho: Joan Sastre

Revelado pelo próprio Mallorca, o lateral-direito de 22 anos virou titular em 2017-18 e perdeu espaço no começo da última temporada, após ter sofrido com problemas físicos. Porém, ao longo da segunda divisão, recuperou a posição de titular de Fran Gámez. Ele já defendeu a seleção espanhola sub-19 uma vez em 2016.


Osasuna

Rebaixado em 2014 e em 2017, o clube tem se acostumado a alternar de divisão. Em seu retorno à elite, o atual campeão da segunda divisão vem embalado por uma reta final espetacular na competição, com uma invencibilidade de 11 partidas – nas últimas 21 rodadas, venceu 16, empatou quatro e perdeu apenas uma. Somado a isso, a base foi mantida para 2019-20. Dos nomes que jogaram regularmente, saiu apenas o lateral-esquerdo Carlos Clerc, que foi ao Levante. Por outro lado, vieram nomes conhecidos do futebol espanhol, como o zagueiro Facundo Roncaglia, ex-Celta de Vigo, o meia Adrián López, ex-Atlético de Madrid e Porto. Outro reforço importante é o atacante Chimy Ávila, que fez dez gols pelo Huesca na última edição do Espanhol.

Craque: Rubén García

O meio-campista de 26 anos foi contratado em definitivo por 3 milhões de euros junto ao Levante, após ter defendido o Osasuna por empréstimo na última temporada. García foi o líder em assistências na Segunda División 2018-19, com 11 (ao lado de Vadillo, do Granada), e ainda marcou sete gols, sendo o terceiro principal artilheiro do time. Dessa forma, participou diretamente de quase um terço dos gols da equipe campeã, além de ter sido o terceiro que mais deu passes com perigo (69).

Fique de olho: Pervis Estupiñán

Emprestado pelo Watford ao Mallorca na última temporada, o lateral-esquerdo equatoriano ganhou espaço na segunda metade da última temporada e foi titular em 20 dos últimos 28 jogos do time na segunda divisão - perdendo seis por lesão -, além de anotar três gols. Titular absoluto da seleção equatoriana sub-20 no Mundial de 2017 e Sul-Americano de 2017, o jogador de 21 anos chega para substituir Carlos Clerc, que foi quem mais minutos disputou pelo Osasuna em 2018-19 e que se transferiu ao Levante.


Real Madrid

Depois de uma das temporadas mais decepcionantes de sua história recente, o Real Madrid foi às compras. A princípio, no time titular, a única mudança deve ser a entrada de Eden Hazard. No entanto, o zagueiro/lateral-direito Éder Militão, o lateral-esquerdo Ferland Mendy, o meia Takefusa Kubo e os atacantes Rodrygo e Luka Jovic chegam com grande projeção para o futuro e com perspectiva de ocuparem um papel relevante no clube, seja a curto, médio ou longo prazo. Dos atletas que estavam no elenco, saíram apenas os meio-campistas Marcos Llorente (vendido ao Atlético) e Dani Ceballos (emprestado ao Arsenal), que não tinham muito espaço. A distância para o Barcelona ainda parece enorme, mas o Real deu no mercado uma resposta à desastrosa campanha de 2018-19 e tem Zinedine Zidane novamente no banco. O francês, tricampeão europeu no cargo, retornou no fim da última temporada para tentar reerguer os merengues.

Craque: Eden Hazard

Um ano depois da saída de Cristiano Ronaldo, o Real, enfim, encontrou o seu substituto. Craque do Chelsea e um dos principais nomes da Premier League há algum tempo, Eden Hazard custou 100 milhões de euros – valor que seria maior, caso o belga não estivesse indo para seu último ano de contrato nos Blues. Aos 28 anos, o meia-atacante chega no auge de sua carreira e na expectativa de ser o novo grande adversário de Lionel Messi.

Fique de olho: Vinicius Jr.

O atacante de 19 anos começou sua primeira temporada no Real no segundo time, mas logo ganhou espaço e virou titular e queridinho da imprensa local. Seus dribles (Piqué que o diga) e passes encantaram o futebol espanhol, superando as expectativas em seu ano de estreia - só faltaram algumas finalizações mais certeiras. Fechou 2018-19 com quatro gols e oito assistências em 31 jogos oficiais. O único ponto de interrogação é se Zinedine Zidane dará espaço ao ex-jogador do Flamengo, que, em meio à chegada do treinador, perdeu nove rodadas por lesão.

Domínio de costas, Piqué no chão e mais: relembre a 1ª temporada de Vinicius Jr. um ano após chegada no Real


Real Sociedad

A Real Sociedad ficou perto de uma vaga na Liga Europa ao terminar na nona colocação com 50 pontos, três a menos do que o Espanyol, o último classificado. O que comprometeu tal objetivo foi o primeiro turno abaixo, sendo que ficou na 15ª colocação na 17ª rodada após uma série de quatro derrotas seguidas, o que custou o emprego do técnico Asier Garitano, em dezembro, sendo substituído por Imanol Alguacil, que agora terá a chance de comandar o time desde o início da temporada. No elenco, a principal saída é do goleiro titular Gerónimo Rulli. Para o seu lugar, a Real Sociedad buscou Alex Remiro, do Athletic Bilbao, que irá disputar posição com o veterano Miguel Ángel Moyà. O fim do empréstimo do lateral-esquerdo Theo Hernández, a venda do atacante Juanmi ao Betis e a saída do zagueiro Héctor Moreno ao Al Gharafa tiraram opções importante dos bascos, que, por sua vez, se fortaleceram com jovens, como o atacante Alexander Isak, ex-Borussia Dortmund, e o zagueiro Modibo Sagnan, ex-Lens, assim como o meia Portu, que era titular no Girona. No entanto, o principal reforço foi Martin Odegaard, emprestado pelo Real Madrid.

Craque: Mikel Oyarzabal

Avaliado em 50 milhões de euros pelo Transfermarkt, o atacante foi o artilheiro da Real Sociedad no último Espanhol com 13 gols, assim como terminou como o nome que mais criou chances no time (45). Seu grande momento o fez integrar a última convocação da seleção espanhola, entrar e marcar na vitória por 3 a 0 sobre a Suécia pela eliminatória para a Eurocopa de 2020.

Fique de olho: Martin Odegaard

Parecia que viraria uma 'eterna promessa', mas Martin Odegaard mostrou que não é bem por aí. Em 2018-19, foi titular absoluto no Vitesse, fez oito gols no Campeonato Holandês e foi incluído ao time ideal da competição. Cedido pelo Real Madrid, o norueguês de 20 anos retorna à Espanha para dar sequência a sua evolução.


Sevilla

Após uma temporada irregular, que teve um sexto lugar no Espanhol, a queda nas oitavas de final da Liga Europa para o Slavia Praga e a demissão do técnico Pablo Machín, o Sevilla vem todo reformulado para 2019-20 – o clube gastou 149 milhões de euros e faturou 101,7 milhões de euros com a venda de atletas. No banco está Julen Lopetegui, ex-seleção espanhola, Real Madrid e Porto. No elenco, por sua vez, nomes fundamentais como o atacante Wissam Ben Yedder (Monaco) e o meia Pablo Sarabia (PSG) e outros atletas importantes como o atacante Quincy Promes (Ajax), o zagueiro Gabriel Mercado (Al Rayyan), o meio-campista Roque Mesa (Leganés), entre outros. Nas chegadas, destacam-se os atacantes Rony Lopes (Monaco), Munas Dabbur (Red Bull Salzburg), Lucas Ocampos (atacantes), Luuk de Jong (PSV), os meio-campistas Joan Jordán (Eibar), Óliver Torres (Porto), Fernando (Galatasaray), Nemanja Gudelj (Guangzhou Evergrande), o lateral-esquerdo Sergio Reguilón (Real Madrid, empréstimo) e os zagueiros Diego Carlos (Nantes) e Jules Koundé (Bordeaux). É necessário buscar entrosamento com tantas alterações, além de suprir as ausências das duas principais peças no ataque. Porém, o Sevilla deve ter mais repertório.

Craque: Éver Banega

Segundo jogador do elenco e 18º da liga que mais criou chances no Espanhol 2018-19 (53), oitavo atleta da competição que mais toques na bola deu (2741), líder em roubadas de bola (290), nono que mais passes completou (1786) e 14º em dribles certos (59), o camisa 10 do time andaluz é um ponto de equilíbrio, que terá um papel de reorganizar dentro de campo um elenco tão reformulado.

Fique de olho: Sergio Reguilón

Revelado no Real Madrid, o lateral-esquerdo de 22 anos ganhou suas primeiras chances no time principal na temporada passada e chegou a colocar ninguém menos do que Marcelo no banco. Porém, o retorno de Zinedine Zidane ao comando da equipe fez o brasileiro reconquistar espaço. Reguilón, que disputou 22 jogos e deu três assistências em 2018-19, foi emprestado ao Sevilla, no qual terá a oportunidade de provar que está pronto para o mais alto nível do futebol.


Valencia

O Valencia terá uma difícil tarefa para 2019-20: seguir como o melhor do campeonato à parte - sem Real, Atlético e Barça. Para desbancar times interessantes como Sevilla e Betis, porém, o atual campeão da Copa do Rei deve sofrer uma significativa baixa, uma vez que o atacante Rodrigo está em vias de se transferir ao Atlético de Madrid. Para sua posição, o elenco já foi fortalecido com Maxi Gómez, do Celta. Outra mudança no time titular é a chegada de Jasper Cillessen, que deve desbancar Jaume Doménech no gol. No banco, o zagueiro Eliaquim Mangala e o atacante Jason fortalecem o grupo, enquanto que uma baixa sentida é a do atacante Santi Mina.

Craque: Dani Parejo

Quarto jogador com mais toques na bola (2852) na última edição do Espanhol, terceiro em chances criadas (81), 25º em desarmes (42), 27º em interceptações (46), quarto em recuperações de bola e oitavo em passes completos (1900), o camisa 10 e capitão é fundamental no jogo do Valencia. O meio-campista de 30 anos ainda fez nove gols em LaLiga, deu sete assistências e foi o atleta do grupo que mais minutos disputou na temporada (4695).

Fique de olho: Maxi Gómez

Contratado pelo Celta junto ao Defensor no meio de 2017, o atacante brilhou em duas edições do Espanhol, totalizando 30 gols e nove assistências em 70 partidas na competição. Seu desempenho chamou atenção do Valencia, que desembolsou 14,5 milhões de euros pelo uruguaio de 23 anos, que, dessa forma, é um forte candidato a substituir Edinson Cavani e Luis Suárez na seleção de seu país.

O melhor do resto? Calçade analisa quem pode incomodar Real, Barça e Atlético em LaLiga


Valladolid

Em seu retorno à primeira divisão do Campeonato Espanhol, o Valladolid brigou contra a queda, chegou a estar na zona de rebaixamento na 35ª rodada, mas conseguiu a permanência. Para esta temporada, o clube perdeu o zagueiro titular Fernando Calero, vendido ao Espanyol por 8 milhões de euros. Para seu lugar, o clube buscou por empréstimo Javi Sánchez, capitão do Real Madrid Castilla, e Federico Barba, peça importante do Chievo Verona. O atacante Keko, muito utilizado em 2018-19, retornou ao Málaga com o fim do contrato de empréstimo. Ele será substituído por Sandro Ramírez, revelado pelo Barcelona e que foi cedido temporariamente pelo Everton, e também por Jorge de Frutos, emprestado pelo Real Madrid Castilla. O gigante madrilenho também emprestou o goleiro Andrii Lunin, enquanto que o Manchester City cedeu o lateral-direito Pedro Porro. Ou seja, o elenco é quase o mesmo, a não ser pela incorporação temporária de jovens valores.

Craque: Rubén Alcaraz

Contratado junto ao Girona por 1 milhão de euros no meio de 2018, o meio-campista de 27 anos se firmou como titular absoluto do Valladolid e foi importante na equipe, sendo o sexto que mais recuperou bolas (268), nono jogador que mais desarmou (54), 23º que mais tocou na bola (2330), 21º que mais completou passes. Hoje, ele é, ao lado de Pedro Porro, o atleta do elenco com maior valor de mercado, segundo o site Transfermarkt: 10 milhões de euros. Além disso, fez três gols e duas assistências, uma quantia razoável para uma equipe que marcou apenas 32 vezes no último Espanhol.

Fique de olho: Sandro Ramírez

Revelado pelo Barcelona, o atacante teve uma boa temporada pelo Málaga em 2016-17 (31 jogos e 16 gols), foi negociado com o Everton e não conseguiu mais se destacar. Na campanha passada, atuou cedido pela Real Sociedad, pela qual atuou 27 vezes (12 como titular) e não fez um gol sequer. Agora, aos 24 anos, o jogador foi emprestado ao Valladolid e tem uma nova oportunidade de se reerguer.


Villarreal

Desde que subiu, em 2012, o Villarreal sempre ficou entre o quarto e o sexto lugares, mas teve uma temporada atípica em 2018-19. Terminou a 31ª rodada na zona de rebaixamento, mas um bom desempenho nas últimas sete rodadas (quatro vitórias, dois empates e uma derrota) impediu a queda. Ainda que tenha vendido o meia Pablo Fornals, um de seus destaques, ao West Ham por 28 milhões de euros, o campeonato do Submarino Amarelo deve ser outro em 2019-20. Houve saídas significativas na defesa: o zagueiro Álvaro González e os laterais-esquerdos Alfonso Pedraza e Jaume Costa. Por outro lado, a defesa ganhou dois nomes conhecidos: o zagueiro Raúl Albiol, ex-Napoli e Real Madrid, e o lateral-esquerdo Alberto Moreno, ex-Liverpool. Para a vaga de Fornals, veio Moi Gómez, que deu sete assistências pelo Huesca no último Espanhol. O lateral-direito Rubén Peña, por quem o clube pagou 8 milhões de euros ao Eibar, e o volante André Zambo Anguissa, da seleção camaronesa e emprestado pelo Fulham, são outros reforços interessantes.

Craque: Santi Cazorla

Julho de 2018. O meia jogou um amistoso contra o Hércules, sua primeira partida em quase dois anos. Ele passou por oito cirurgias e correu o risco de amputar o pé. Meses depois, em maio de 2019, seu grande desempenho no Villarreal - foi o terceiro maior garçom do último Espanhol, com dez assistências - o levou à seleção espanhola, com a qual foi bicampeão europeu e que não defendia desde 2015. Mais do que um grande jogador, o meia de 34 anos é um exemplo de perseverança.

Fique de olho: Samuel Chukwueze

Contratado no meio de 2017 pelo Villarreal, o atacante de 20 anos ganhou suas primeiras chances no time principal na última temporada e logo se firmou como titular, marcando oito gols em 38 partidas. De acordo com o site Transfermarkt, ele está avaliado em 30 milhões de euros, sendo o quarto jogador sub-21 mais caro no Espanhol. Além disso, jogou seis das sete partidas da Nigéria na campanha do terceiro lugar na Copa Africana de Nações em junho e julho - foi titular em quatro delas.

As estatísticas utilizadas são do TruMedia, ferramenta da ESPN - e do Opta, no caso de dados referentes à segunda divisão espanhola. Os valores de mercado e transferências são do site Transfermarkt.