<
>

Presidente, sobre as finanças: 'Flamengo não está bem demais de grana'

A série de contratações de peso, especialmente em 2019, é um sinal de que o Flamengo está bem com as suas finanças? Sim, mas com cuidados. Na noite desta segunda-feira, o presidente do clube, Rodolfo Landim, falou sobre como o clube tem se movimentado para equilibrar a receita.

"O Flamengo não está bem demais de grana. Estamos ajustando recursos e fazendo investimentos. Temos feito um esforço nos últimos anos para ajustar receitas e despesas para manter um elenco que atenda às nossas expectativas", disse, em entrevista ao "Fox Sports".

Landim admitiu que os resultados dentro de campo influenciam diretamente no quanto o clube vai arrecadar. "O Flamengo deve ter de arrecadação esse ano de aproximadamente R$ 750 milhões. Mas tudo depende de resultado. A gente tem uma estimativa, a partir de prêmios, bonificações."

“A folha de pagamento é algo em torno de R$ 271 milhões para todos os funcionários, não só futebol”, disse Landim, que abriu o jogo sobre quanto do montante está relacionado do futebol: “78% disso". Assim, são cerca de R$ 20,8 milhões mensais com funcionários, com pouco mais de R$ 16 milhões mensais só com o futebol.

O Flamengo volta a campo no próximo sábado, às 19h (de Brasília), contra o Grêmio, no Maracanã, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time rubro-negro está em terceiro, com 24 pontos, atrás de Palmeiras, 28, e Santos, 32. Pela Libertadores, o jogo de ida das quartas de final contra o Inter será em 21 de agosto, também no Maracanã, enquanto a volta acontece no dia 28, no Beira-Rio.