<
>

Goleiro Bruno deixa prisão para cumprir pena em regime semiaberto

play
Contra o Corinthians, Flamengo 'não pode perder pontos se quiser continuar lutando pelo título', diz Tironi (1:37)

Equipes se enfrentam neste domingo, às 16h, pelo Campeonato Brasileiro (1:37)

O goleiro Bruno Fernandes deixou na noite desta sexta-feira a prisão na cidade de Varginha, interior de Minas Gerais. Ele obteve o direito a cumprir em regime semiaberto o restante da pena por ter sido condenado pela morte de Eliza Samudio.

A decisão veio do juiz Tarciso Moreira de Souza, da 1ª Vaga Criminal e de Execuções Penais da Comarca de Varginha. Bruno foi submetido a exame de corpo de delito, passou por uma audiência de instrução e assinou todos os papeis necessários para a liberação.

O goleiro – ex-Atlético-MG, Corinthians e Flamengo – terá direito a prisão domiciliar no regime semiaberto porque a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Varginha ainda não possui convênio com o Estado para poder receber os presos. Ainda por cima, não há outra instituição que cumpra essa função.

Bruno foi considerado culpado por homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Sua pena foi de 20 anos e 9 meses de prisão. Em 2017, ele chegou a ser solto e voltou ao futebol pelo Boa Esporte, mas pouco depois a medida foi revogada.