<
>

Fifa decide que Cruzeiro tem que perder 6 pontos no Brasileiro por caso Willian, diz colunista

O Cruzeiro vive crise fora dos gramados. E, nesta quarta-feira, o clube mineiro recebeu mais uma notícia ruim.

De acordo com a coluna do jornalista Ancelmo Gois no jornal O Globo, o Comitê Disciplinar da Fifa resolveu que a CBF terá de punir o Cruzeiro em 6 pontos na tabela do Campeonato Brasileiro.

O clube mineiro, porém, recebeu na terça-feira (9), um documento dando conta de que a decisão não é definitiva, e que a perda de pontos ainda tem recurso sob análise.

A condenação aconteceu por conta de uma dívida cruzeirense de 1,5 milhão de euros (R$ 6,39 mi na cotação atual) com o Zorya Luhansk, da Ucrânia, pela contratação do atacante Willian 'Bigode' - hoje jogador do Palmeiras.

Willian defendia o Metalist quando, depois da temporada 2012-13, o Cruzeiro negociou sua contratação. Na época, o bilionário Sergey Kurchenko era presidente do clube ucraniano, mas ele deixou o país depois de crise política. Foi quando o Metalist transferiu sua sede para Luhansk, cidade exatamente do Zorya.

A dívida cobrada é referente a três parcelas de 500 mil euros, que foram acordadas em 2014. Apesar do pagamento ser feito ao Metalist, o valor dos direitos econômicos de Willian deveria ser repassado ao Zorya por conta do imbróglio envolvendo Kurchenko.

O Cruzeiro se manifestou oficialmente sobre o caso por meio de nota:

"O Cruzeiro, conforme nota oficial da FIFA divulgada ontem, não corre nenhum risco de perda de pontos no Campeonato Brasileiro ou qualquer outra competição que esteja disputando.

Há um processo tramitando na FIFA, do FC Zorya da Ucrânia contra o Cruzeiro Esporte Clube, relativo à transferência do atleta William Bigode.

O Cruzeiro EC perdeu a causa em primeira instância, mas, em seguida, entrou com um recurso conseguindo uma liminar que foi aceita pela FIFA e pelo CAS - Corte Arbitral do Esporte. Um novo julgamento será marcado dentro de aproximadamente 10 meses. Segundo nosso advogado internacional, Dr. Breno Tanuri, se houver nova derrota, o Clube terá 90 dias para efetuar o pagamento da dívida.

Diante disso, nāo há nenhuma verdade quando se fala em perda de pontos."

Embora o Cruzeiro tenha se manifestado desse modo, o fato é que existe sim o risco de perda de pontos. O que não há ainda é o esgotamentos dos recursos para tentar reverter a sanção.