<
>

Copa América: Peru atropela bicampeão Chile com gol de Guerrero e decide com o Brasil

play
'Abre um caminho largo para ser adversário do Brasil'; Cledi Oliveira passa a emoção do segundo gol do Peru contra o Chile (1:02)

Yotun aproveitou o cruzamento e fez 2 a 0 (1:02)

Acabou o reinado do Chile na Copa América. Com um primeiro tempo fabuloso, o Peru venceu o atual bicampeão do torneio por 3 a 0 e se classificou à decisão do torneio. Édison Flores e Yoshimar Yotún marcaram antes do intervalo na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, nesta quarta-feira. Paolo Guerrero coroou sua grande atuação fechando a conta já nos acréscimos da etapa final.

Agora, a equipe alvirrubra irá decidir o título com o Brasil. Os dois times enfrentaram-se na fase de grupos, sendo que os anfitriões golearam por 5 a 0.

O triunfo faz os peruanos alcançarem sua melhor campanha desde 1975, quando ficaram com o título pela segunda vez – o outro foi em 1939. Vale lembrar que no ano passado o país já tinha conseguido retornar ao Mundial após 36 anos de ausência.

Os chilenos, por sua vez, veem o sonho de manutenção de sua dinastia chegar ao fim. A Roja tentava ser o segundo tricampeão na história da competição – algo que só a Argentina conseguiu em 1945, 1946 e 1947.

O resultado ainda faz a seleção inca melhorar seu retrospecto recente negativo contra o rival. Embora os peruanos tenham vencido por 3 a 0 em amistoso em outubro, o time tinha perdido sete dos últimos oito confrontos competitivos contra os chilenos – entre partidas pela Copa América ou pelas eliminatórias para a Copa do Mundo.

A final da Copa América irá ocorrer no Maracanã, às 17h (de Brasília) de domingo. Um dia antes, o Chile irá disputar o terceiro lugar com a Argentina na Arena Corinthians, às 16h.

1º tempo: Guerrero vai bem, peruanos dominam e abrem 2 a 0

Logo aos 2min, Guerrero deixou Cueva na cara do gol, e o meia chutou para fora, desperdiçando ótima chance. A resposta veio aos 7min, com Aránguiz chutando dentro da área à direita do alvo, após uma jogada que ele mesmo iniciou com uma roubada de bola no campo de ataque.

Mais organizada em campo, a seleção peruana dificultava muito o jogo do adversário e ainda usava bem Guerrero para causar problemas. Aos 19min, o centroavante fez grande passe para Flores, que avançou e chutou rasteiro com desvio ao lado da meta. No minuto seguinte, o placar foi aberto. Cueva levantou da direita, Carrillo escorou de cabeça e Flores bateu no contrapé do goleiro Arias.

Os peruanos controlavam completamente o jogo. Flores arriscou de fora da área aos 25min e errou o alvo. Na parte final, os chilenos até foram mais presentes no campo de ataque, mas eram neutralizados.

A equipe de Ricardo Gareca ainda veria seu domínio ser melhor refletido no placar aos 37min. Carrillo foi lançado em velocidade, se aproveitou de uma saída equivocada até a lateral por parte do goleiro Arias e cruzou para Yotun completar para o gol vazio.

Antes do intervalo, o time de Reinaldo Rueda se lançou ao ataque. Aos 43min, Fuenzalida aproveitou sobra de escanteio e concluiu para grande defesa de Gallese.

2º tempo: Chile até melhora, mas Peru vai à final

Na volta do intervalo, os chilenos quase marcaram aos 5min, quando Aránguiz cobrou falta na área, e Alexis cabeceou na trave. Os peruanos responderam aos 14min, com um belo contra-ataque. Guerrero recebeu de Carrillo e cruzou para Cueva, que tocou para Yotún. O volante finalizou mal e perdeu ótima chance. Na sequência, Cueva e Aránguiz levariam perigo com chutes para fora.

Os chilenos até melhoraram na etapa final e passaram a ter mais chances do adversário, que ainda assustava de vez em quando. O que se viu foi uim segundo tempo agitado e com ocasiões claras de gol.

Aos 22min, Beausejour parou em boa intervenção de Gallese. Pouco depois, Vidal errou o alvo. Aos 30min, Vargas foi lançado em velocidade e, cara a cara com o goleiro, chutou em cima de Gallese. Isla ainda levaria perigo ao aproveitar sobra de bola e mandar perto da trave. Aos 36min, o arqueiro caiu no canto para fazer grande defesa em conclusão de Sánchez.

Apesar do crescimento, o Chile pagou pelo primeiro tempo de domínio absoluto dos peruanos. Nos minutos derradeiros, teve até 'olé' e mais um gol. Aos 45min, Guerrero recebeu ótimo passe de Tapia, driblou o goleiro e empurrou para a rede.

Aos 48min, Abram cometeu pênalti em Aránguiz, em infração que só foi marcada após intervemção do VAR. Vargas cobrou com cavadinha e parou em Gallese, que ficou no meio. A noite era mesmo peruana.

FICHA TÉCNICA:
CHILE 0 x 3 PERU

Data: 3 de julho de 2019 (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Árbitro: Wilmar Roldán
Assistentes: Alexander Guzmán e Wilmar Navarro (ambos da Colômbia)
Cartões amarelos: Pulgar e Sagal (Chile); Advíncula (Peru)
Gols: Flores (Peru), aos 20min do primeiro tempo; Yotún (Peru), aos 37min do primeiro tempo; e Guerrero, aos 45min do segundo tempo
Público total: 33.058
Público pagante: 29.895
Público não pagante: 3.163
Renda: R$ 8.305.120

CHILE: Arias; Isla, Maripán (Castillo), Medel e Beausejour; Pulgar, Aránguiz e Vidal; Fuenzalida (Sagal), Vargas e Alexis Sánchez. Técnico: Reinaldo Rueda

PERU: Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia e Yotún; Carrillo (Polo), Cueva (Ballón) e Flores (Gonzáles); Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca