<
>

Copa América: Compare o valor de mercado de Brasil e Argentina

play
Copa América: Delegação argentina chega ao Barradão para treino de portões fechados (0:30)

Messi e cia treinam no estádio do Vitória nesta terça-feira (0:30)

Segundo o site Transfermarkt, especializado no mercado da bola, a seleção brasileira possui 12 dos 20 jogadores mais valiosos da Copa América 2019.

E um estudo da consultoria KPMG comprova que o plantel canarinho é atualmente muito mais valoroso que o albiceleste.

De acordo com a avaliação, a soma total do valor de mercado dos jogadores brasileiros é de 935 milhões de euros (R$ 4,084 bilhões), enquanto os argentinos estão avaliados em 683 milhões de euros (R$ 2,983 bilhões).

Se for feita uma análise dos atletas por posiçõe, os hermanos só levam vantagem entre os atacantes, enquanto o Brasil domina nos outros setores, especialmente no gol.

Veja abaixo:

GOLEIROS

Os três goleiros brasileiros valem significativamente mais do que os três arqueiros argentinos: 167 milhões de euros (R$ 729,5 milhões) contra 11 milhões de euros (R$ 48,05 milhões).

DEFENSORES

Há uma proximidade maior dos números em relação aos arqueiros, mas os oitos defensores brasileiros também valem mais do que os oito defensores argentinos: 148 milhões de euros (R$ 646,5 milhões) contra 112 milhões de euros (R$ 489,24 milhões).

MEIO-CAMPISTAS

Os meio-campistas brasileiros valem mais do que dobro dos argentinos: 296 milhões de euros (R$ 1,293 bilhão) contra 141 milhões de euros (R$ 615,92 milhões).

ATACANTES

Quando analisamos os atacantes, apesar da esquadra brasileira ter um a mais no elenco, os cinco homens de frente argentinos valem mais do que os seis brasileiros: 419 milhões de euros (R$ 1,830 bilhão) contra 324 milhões de euros (R$ 1,415 bilhão).

O estudo da KPMG é baseado na ferramenta "Player Valuation", desenvolvida pela própria consultoria.

"Ela calcula estimativas de valor através de um algoritmo que leva em conta uma série de fatores, como posição do atleta, idade, influência nas redes sociais e performance em campo", explica Francisco Clemente, sócio-diretor especialista em clubes de futebol e reestruturação de negócios da KPMG Brasil.

Ao todo, são calculados os valores de cerca de 5 mil atletas em 11 ligas diferentes, englobando Europa e América do Sul.