<
>

Com os reservas, Cruzeiro bate Tombense e volta a vencer no Mineiro

Após vencer o Huracán, da Argentina, fora de casa na estreia da Copa Libertadores, o Cruzeiro voltou os olhares para o Campeonato Mineiro e venceu o Tombense por 2 a 0, na 9° rodada da competição

Os gols foram marcados por Sassá, de pênalti, e David.

Apesar de entrar em campo com os jogadores reservas, o jogo era importante para o time celeste que vinha de dois empates na competição, com a URT e o América-MG.

Além disso, a partida tinha um toque especial por ser o de número 200 do Cruzeiro no Mineirão - após reforma para a Copa do Mundo.

No estádio, a equipe levantou as taças do Brasileiro e o Mineiro de 2014, Copa do Brasil de 2017 e também o Estadual de 2018.

O único ponto negativo para o Cruzeiro no confronto foi a lesão de Thiago Neves, que deixou o campo aos 35 minutos do primeiro tempo para a entrada de Marquinhos Gabriel.

Com o resultado, o Cruzeiro permanece na terceira colocação no Mineiro, com 19 pontos, cinco a menos que o segundo colocado, América-MG, e seis de diferença para o líder Atlético-MG. O Tombense estacionou na oitava posição, com nove pontos, e continua com chances de rebaixamento.

O time de Belo Horizonte volta a campo na próxima quarta-feira contra o Deportivo Lara, da Venezuela, novamente pela Copa Libertadores da América, em Minas Gerais. O Tombense, por sua vez, só jogará no próximo sábado (16), contra o Boa Esporte, em Tombos, no estadual.

Ficha técnica

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data: domingo, dia 10 de março de 2019

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima

Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinícius Gomes

Gols: Sassá, aos 16 minutos do primeiro tempo, David, aos 10 do segundo tempo (Cruzeiro)

Cartões: Dedé, Jadson (Cruzeiro); Reynaldo (Tombense)

Cruzeiro – Fábio, Orejuela, Dedé, Fabrício Bruno, Dodô, Lucas Silva, Ariel Cabral, Thiago Neves (Marquinhos Gabriel), David (Renato Kayser), Jadson e Sassá (Vinícius Popó)

Técnico: Mano Menezes

Tombense – Felipe, Bruno Ferreira, João Victor, Reynaldo, Lincoln Silva, Rodrigo, Lucas de Sá (Vander), Ruan, Everton, Cássio Ortega (Abner), Ricardo Jesus (Edson)

Técnico: Ricardo Drubscky