<
>

Com Gerrard no comando, Rangers vence 'clássico de maior rivalidade do mundo' pela 1ª vez após ter falido

Para muitos, Old Firm é o clássico de maior rivalidade do mundo. Rangers e Celtic não são apenas dois times tradicionais que rivalizam e polarizam a cidade de Glasgow. Há um teor religioso por trás disso. O Rangers é ligado ao protestantismo e o Celtic, com o catolicismo.

O duelo ganhou novos contornos nos últimos anos depois que o Rangers decretou falência. Logo após o final da temporada 2011/2012, com dívidas de mais de 100 milhões de libras, o clube foi comprado por um grupo de investidores e até mudou de nome para The Rangers Football Club Ltd.

Enquanto o Celtic dominou sem concorrentes o futebol local, o seu histórico rival teve de recomeçar da quarta divisão. Foram dois acessos seguidos e dois anos seguidos na segunda divisão, ante do sonhado retorno à elite para a temporada 2016-17.

No período em que estiveram em divisões diferentes, os dois times se encontraram apenas duas vezes. Em 2014-15, o Celtic venceu por 2 a 0 na semifinal da Copa da Liga Escocesa; na campanha seguinte, foi a vez de Rangers eliminar o rival na semi da Copa da Escócia nos pênaltis.

Quando o Rangers voltou ao primeiro escalão (está em sua terceira temporada seguida na elite), a diferença de nível era nítida. Tanto tempo longe do topo tem seu preço. O time não vence o Escocês desde 2010-11 e ficou sem vencer o rival por 15 jogos (12 derrotas e três empates). Houve quatro goleadas no período.

No entanto, neste sábado, o Old Firm ganhou um capítulo especial para os torcedores do Rangers. Pela primeira vez desde março de 2012, a equipe saiu vencedora do clássico.

O time treinado por Steven Gerrard, lenda do Liverpool, recebeu o Celtic no Ibrox Stadium e venceu por 1 a 0. Kent deixou um marcador no chão pelo lado esquerdo e tocou para Jack, que venceu o goleiro Gordon com um chute desviado.

O resultado, porém, não tirou o Celtic da liderança do Escocês. De qualquer forma, o time viu o Rangers empatar nos 42 pontos e só fica à frente por conta do melhor saldo de gols (32 a 27).

A três dias do Ano Novo, os torcedores do Rangers já puderam sentir a esperança de novos tempos.