<
>

Por onde anda Matheus Sales, que colocou Lucas Lima 'no bolso' na final da Copa do Brasil?

Há três anos, no auge da rivalidade entre Palmeiras e Santos, um jogador até então desconhecido caiu nas graças do torcedor palmeirense. Na final da Copa do Brasil de 2015, no Allianz Parque, Matheus Sales teve uma grande atuação ao anular Lucas Lima, então na equipe alvinegra.

Após jogar a Copa São Paulo, o garoto vivia seu último ano de sub-20 na equipe alviverde e não esperava ser promovido aos profissionais. Mesmo assim, foi chamado em setembro pelo técnico Marcelo Oliveira para ser a última opção do elenco. Por conta do acaso ganhou a chance de sua vida.

"Na época tinha o Andrei Girotto e o Amaral. O Thiago Santos não podia atuar porque tinha entrado em campo pelo América-MG. O Arouca e o Gabriel estavam machucados e eu acabei jogando o segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil contra o Fluminense", disse, ao ESPN.com.br.

Após a classificação nos pênaltis contra o time carioca, Matheus Sales se firmou entre os titulares. Esteve presente na derrota por 1 a 0 para o Santos no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, quando o atacante santista Nilson perdeu um gol incrível no fim do segundo tempo.

Na partida de volta, em São Paulo, o volante viveu uma semana de tensão por causa da inexperência.

"Eu estava muito ansioso e com vontade de jogar. O [técnico] Marcelo Oliveira e os jogadores mais velhos me passavam muita tranquilidade. Diziam para eu fazer o que sabia. Eu não esperava jogar pelo Palmeiras como profissional e acabou sendo tudo ao contrário. Em um dois meses, transformou minha vida".

Apesar de ter feito fama por ter anulado Lucas Lima, Matheus explica que sua missão não era ser o "carrapato" do meia santista.

“Orientação específica não teve. Ele estava treinando o time conforme o Santos jogava, para gente tentar anular os pontos fortes deles. A gente precisava reverter o resultado e não tinha nada disso de marcar o Lucas Lima individual. Foram circunstâncias do jogo. Acabou acontecendo e graças a Deus consegui fazer uma grande partida”.

O Palmeiras venceu o Santos no tempo normal por 2 a 1 e sagrou-se campeão após ter feito 4 a 3 na disputa de penalidades.

“O jogo não sai da minha memória, fizemos uma grande partida. O que eu mais lembro foi a última cobrança de pênalti do Fernando Prass e a gente sendo campeão. Foi uma coisa maravilhosa e inexplicável. Eu sinceramente não esperava aquele fim de temporada. Esse jogo me marcou, foi ali onde mudou a minha vida e a dos meus familiares. Eu nunca vou esquecer”, disse.

No jogo de ida da Copa do Brasil, Ricardo Oliveira havia comemorado um dos gols provocando o adversário, o que gerou brincadeiras da torcida santista. Logo após a conquista da Copa do Brasil, foi a vez dos palmeirenses inundarem a internet com imagens de Matheus Sales colocando Lucas Lima "no bolso".

“Era brincadeira do torcedor. O Lucas é um grande craque, um grande jogador. Um jogador que a gente respeita e admira muito".

Ironicamente, o Lucas Lima trocou o Santos pelo Palmeiras no final do ano passado.

"Até depois, em outros jogos, eu cheguei a trocar camisa com ele. Hoje, ele está no nosso Verdão”, elogiou Matheus.

Hoje na Série B

A atuação de destaque na final fez Matheus Sales assinar um novo contrato com o Palmeiras pouco tempo depois e ajudar seus familiares.

“Eu tinha prometido que, se eu fosse campeão, se ganhasse o campeonato, daria pelo menos uma geladeira e um sofá novo para a minha mãe. Fomos campeões e eu consegui. Graças a Deus, a gente também mudou de onde morava. São coisas assim que você consegue proporcionar para seus pais, para sua família”.

Em 2016, porém, o volante perdeu espaço no elenco alviverde com a chegada de vários reforços para o setor. Ano passado, ele foi emprestado ao Bahia. Na atual temporada, passou pelo América-MG antes de chegar ao Figueirense, seu atual clube. Em 18 jogos pelo time catarinense, que disputa a Série B do Brasileiro, o volante marcou um gol.

“Aqui no Figueirense, graças a Deus, eu venho tendo muitas oportunidades e tendo sequência de jogos. Isso está sendo muito importante para mim. Querendo ou não, tudo que aconteceu de 2016 para cá vem sendo um grande aprendizado para mim. A gente precisa passar por coisas na vida para aprender também, criar uma casca. Para mim está sendo ótimo, o Figueirense é um clube que eu gosto para caramba, estou feliz”.

Com vínculo até o final de 2020 com o Palmeiras, Matheus Sales tem o futuro indefinido.

“Ainda não sei o que vai ser no ano que vem. Se volto para o Palmeiras, se vou ter oportunidade de voltar, para onde eu vou. Estou esperando acabar a Série B e começar a ver o que vai ser feito”.