<
>

Messi e Cristiano Ronaldo travam novo duelo pelo posto de maior artilheiro da história das eliminatórias; veja quem os supera

Ícones de uma geração, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi seguem travando um duelo entre extraclasses no futebol mundial. E mesmo que já veteranos. Depois de monopolizarem o prêmio de melhor do mundo nas últimas décadas, a dupla agora trava um novo duelo, desta vez pelo posto de maior artilheiro da história das eliminatórias.

E a última data Fifa foi apenas mais uma prova de que os dois astros seguem ajudando diretamente as suas respectivas seleções com gols. Cristiano Ronaldo, por exemplo, fez quatro gols em dois jogos pela seleção de Portugal, que inclusive garantiu vaga antecipada na Eurocopa de 2024. Enquanto isso, Messi foi quem balançou as redes duas vezes pela Argentina contra o Peru, pelas eliminatórias sul-americanas, se isolando como maior artilheiro da história.

Enquanto CR7 soma 36 gols em eliminatórias europeias por Portugal, Messi tem somente cinco gols a menos, com 31. O português, inclusive, é o vice-artilheiro geral no quesito, ficando atrás apenas do guatemalteco Carlos Ruiz, que se aposentou da seleção de seu país em 2016, com 39 tentos em eliminatórias.

O ex-atacante, inclusive, começou a carreira no futsal, porém, depois migrou para o campo e conquistou feitos importantes pela Guatemala. São 68 gols em 132 jogos pelo país da América Central, que disputa as eliminatórias pela Concacaf.

Ruiz ainda passou por clubes dos Estados Unidos, como os famosos LA Galaxy e FC Dallas, além de ter atuado no México e Canadá. Em 2005, foi artilheiro da Copa Ouro pela Guatemala, com três gols.

A lista de artilheiros das eliminatórias pelo mundo afora ainda conta com Ali Daei, do Irã, com 35 gols, e que também já se aposentou dos gramados, se dedicando, atualmente, à carreira de treinador. Assim como Robert Lewandowski, da Polônia e do Barcelona, que ainda segue na briga com CR7 e Messi.

Veja o top 5 dos maiores artilheiros das eliminatórias pelo mundo:

  1. Carlos Ruiz (Guatemala) - 39 gols

  2. Cristiano Ronaldo (Portugal) - 36 gols

  3. Ali Daei (Irã) - 35 gols

  4. Lionel Messi (Argentina) - 31 gols

  5. Robert Lewandowski (Polônia) - 30 gols