<
>

Tardelli abre bastidores de tentativa de volta ao Atlético-MG, admite mágoa e revela o que mais machucou em saída: 'Me pegou de surpresa, pegou a torcida'

play
Tardelli revela o que mais magoou em saída do Atlético-MG: 'Me pegou de surpresa. Não esperava' (2:07)

Diego Tardelli concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (2:07)

Diego Tardelli falou em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br


Sem clube desde que deixou o Santos em 2021, Diego Tardelli segue à procura de um clube para atuar na temporada 2022. Em entrevista ao ESPN.com.br, o atacante revelou uma conversa com Rodrigo Caetano, diretor executivo do Atlético-MG, para um possível retorno ao clube mineiro, o qual obteve maior destaque no futebol brasileiro.

"Tive uma conversa com o Rodrigo Caetano em fevereiro. Manifestei minha vontade de retornar para o Atlético-MG. Não entendi direito minha saída em 2021. Manifestei o desejo de retornar, é um clube que tenho maior carinho, maior respeito. Minha identificação com o Atlético-MG, com a torcida, é muito grande", começou por afirmar.

"Falei para ele: 'Rodrigo, aceito qualquer condição para poder voltar a jogar em alto nível. Estar nesse grupo do Atlético-MG, estou em casa, tenho carinho e respeito da torcida'. Infelizmente, em um primeiro momento, não foi possível, porque tem outras pessoas acima do Rodrigo que entenderam que não é o momento. Entendo perfeitamente e fico tranquilo em relação a isso". completou.

Mágoa pela saída

Em 2021, Diego Tardelli iniciou a temporada com o elenco que viria a conquistar o Campeonato Mineiro, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. No entanto, após retornar de grave lesão, voltou a ter problemas musculares e, depois de sete jogos, recebeu a notícia que não teria o contrato renovado.

Sobre a saída do Galo, Tardelli tem mágoas. Segundo o atacante, que tem, até aqui, três passagens pelo Alvinegro, o comunicado que não permaneceria o pegou de surpresa.

“Em 2020, eu tive a lesão no tornozelo, uma coisa inesperada. Durante esse período, eu fiz de tudo para voltar o mais rápido possível, para fazer parte do grupo do Sampaoli de 2020 para 2021. Recuperei em cinco meses, quando estava 100% recuperado, tem alguns ajustes para fazer no meu corpo, depois de dois ou três meses, veio a notícia de que eu não seguiria no Atlético. Foi uma notícia triste, que eu não esperava. Esperava ter a sequência, eu já vinha fazendo trabalhos diferentes para poder aguentar e jogar em alto nível o ano todo", declarou.

play
1:23

Tardelli diz que foi 'sofrido' acompanhar 2021 vitorioso do Atlético-MG e revela o que ouviu de torcedores: 'Torci, fui em alguns jogos com meus filhos'

Diego Tardelli concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

"De repente, do nada, veio a notícia do presidente de que eu não faria mais parte do grupo. Isso me pegou de surpresa, pegou a torcida. Não entendi, mas entendi que o momento do Atlético, os investidores têm seus direitos, suas escolhas. Mas fiquei muito triste, chateado. Não esperava dessa maneira, por ser o ídolo do clube, maior artilheiro no século. Mas, infelizmente, futebol é isso, a gente só vale enquanto vale”, completou.

Depois de deixar o clube mineiro, Diego Tardelli acertou com o Santos. Pelo Peixe, a passagem também foi curta. Ao todo, foram 13 jogos e um gol marcado. No restante da temporada, viu o Atlético-MG conquistar os títulos sob o comando de Hulk e companhia. Para o artilheiro, foi sofrido acompanhar de longe.

Para mim, foi muito sofrido. Porque eu estava no elenco que foi campeão de tudo, infelizmente, acabei saindo no mês de maio, onde eu achei que poderia estar no grupo. Muitos torcedores falando que eu tinha que estar ali. Queria muito estar nesses títulos. Mas entendi. De longe, acompanhei, torci, fui em alguns jogos com meus filhos."

"Sempre torci para o Atlético quando estive em outros clubes, me considero atleticano. Lamento por não ter participado da conquista do Brasileiro, porque é um sonho meu. Desde que eu cheguei no Atlético, em 2009, que a gente bateu na trave. Infelizmente, pessoal não pude estar, mas fiquei feliz por como o Atlético mudou o cenário. Hoje, o Atlético é visto de outra forma no cenário mundial”, finalizou.