<
>

Fórmula 1: Senna, Schumacher e cia: veja, década por década, os maiores pilotos dos 70 anos da categoria

play
A espera acabou! Ferrari divulga vídeo de retorno da Fórmula 1 (1:39)

Escuderia italiana contou com 'atuação' de seus pilotos (1:39)

Se os 70 anos de história da Fórmula 1 pudessem ser divididos de forma exata para definir os 10 maiores pilotos por década, esse corte, por necessidade, seria imperfeito.

O tempo nem sempre é uma medida para repartir em partes iguais a riqueza de um todo. Há espaços mais ricos e outros mais insípidos. Há alguns com sabor dominante e outro com gosto de Tutti-frutti, que cada mordida é um deleite.

Assim acontece com a Fórmula 1.

A riqueza dos anos 70 e 80. A falta de oposição nos anos 90 e principalmente nos anos 2000. De qualquer maneira, ao chegar a sete décadas, é possível fazer um ranking de cada 10 anos.

Alguns monstros do automobilismo se repetem, porque competiram, ganharam e maravilharam em duas décadas. Não são 70 nomes distintos, são 10 por década e alguns são homens de mais de uma.

OS MELHORES PILOTOS DE FÓRMULA 1: 1950-59/ 1960-69 / 1970-79 / 1980-89 / 1990-99 / 2000-2009 / 2010-2019

Anos 50, uma aventura para super-homens quase suicidas

A Fórmula 1 começou em 13 de maio de 1950, em Silverstone, Inglaterra.

Foi a única corrida assistida pela realeza britânica. Ali estava o Rei Jorge VI junto com a futura Rainha Elizabeth II.

O ganhador foi Nino Farina, que depois se tornaria o primeiro campeão do mundo.

Mas, de 1950 a 1959, o melhor piloto indiscutivelmente foi Juan Manuel Fangio. O argentino ganhou cinco títulos mundiais em sete anos de carreira com quatro equipes diferentes, além de dois vices.

Alfa Romeo, Mercedes, Ferrari e Maserati foram seus carros, e Fangio dominou todos em um tempo em que o grande feito era terminar a corrida com vida.

Fangio era dos pioneiros aventureiros que não usavam cinto de segurança porque preferiam morrer jogados para fora do carro do que queimados dentro dessas bombas com rodas que explodiam ao mínimo contato.

O argentno ganhou 24 das 51 corridas que participou, mais do que todos na década. Alberto Ascari, que morreu em 1955 com dois títulos da F1, ganhou 13 GPs com seu pai Antonio e morreu com ele na pista. Stirling Moss acumulou 12 triunfos contra cinco de Farina.

O Top 10 de 1950 a 59

1.- Juan Manuel Fangio
2.- Alberto Ascari
3.- Giuseppe Farina
4.- Stirling Moss
5.- Jack Brabham*
6.- Mike Hawthorn
7.- Tony Brooks
8.- José Froilán González
9.- Luigi Musso
10.- Peter Collins

* Membro de outro Top 10 por década

Anos 60, a popularidade mundial

Os fabulosos anos 60 trouxeram novos e mais heróis às pistas.

Muitos nomes gigantes pilotaram de 1960 a 1969, mas a maestria, velocidade e sensibilidade do escocês Jim Clark são algo à parte.

Clark ganhou só dois títulos de pilotos, porque a morte o levou antes do tempo, mas isso bastou para que tivesse 25 vitórias.

Hockenheim, em 1968, a bordo de um F2, nos privou a oportunidade de desfrutar deste prodígio do esporte a motor na era F1.

Os feitos de Clark na Lotus têm seu valor ao ver quem ele venceu: Jack Brabham, campeão em 1959, 1960 e 1966, e Graham Hill, bicampeão em 62 e 68.

Merecem menções honrosas os mitológicos Jackie Stewart, campeão pela Matra em 1969, e o legendário norte-americano Dan Gurney, inovador e criador de sua própria equipe e quem desafiou os construtores europeus.

O Top 10 de 1960 a 69

1.- Jim Clark
2.- Jack Brabham*
3.- Bruce McLaren
4.- Graham Hill
5.- Jackie Stewart*
6.- John Surtees
7.- Dan Gurney
8.- Denny Hulme
9.- Phil Hill
10.- Pedro Rodríguez

* Membro de outro Top 10 por década

Anos 70, quando o sexo era seguro e correr era perigoso

Na década de 70 há dois pilotos que disputam o protagonismo por sua transcendência no esporte: Jackie Stewart, maestro e promotor da segurança nas pistas, além de uma personalidade mercurial, e Niki Lauda, que se reconstruiu das cinzas para ganhar 17 GPs na década.

Stewart ganhou 16 corridas e ambos venceram campeonatos mundiais.

Mas quando pensamos e discutimos sobre quem é o melhor dos anos 70 não podemos deixar de fora o mitológico Emerson Fittipaldi, também bicampeão do mundo e dono de 14 vitórias.

Foi uma década de sete campeões distintos, mas com nomes como Villeneuve, Andretti, Reutemann, Hunt, Peterson, figuras que por si só poderiam dominar uma década se tivessem nascido em qualquer outro momento.

O Top 10 de 1970 a 79

1.- Niki Lauda*
2.- Jackie Stewart*
3.- Emerson Fittipaldi
4.- Gilles Villeneuve
5.- Mario Andretti
6.- Carlos Reutemann
7.- James Hunt
8.- Ronnie Peterson
9.- Jody Scheckter
10.- Jochen Rindt

* Membro de outro Top 10 por década

Anos 80, a década do Professor

A indústria da F1 já era uma realidade. A segurança parecia suficiente e os carros cada vez mais sofisticados. Neste momento, um homem que tinha como máxima ganhar corridas na menor velocidade possível se superou, apesar de estar rodeado de gênios e feras.

Alains Prost reunia a precisão, frieza e consistência que o fizeram diferente comparado à supervelocidade de Ayrton Senna ou à paixão de Nelson Piquet.

"O Professor" ganhou três de seus quatro títulos nos anos 80, com 39 vitórias das 51 que teve na carreira.

O surgimento do indomável Senna e as penúrias que o francês passou para tentar contê-lo quase arruinaram sua década, assim como os três títulos de Piquet, mas tirar esse mérito do francês seria um pecado.

play
2:40

Schumacher x Hamilton: Renan do Couto analisa carreiras e escolhe o melhor

Especialista em Fórmula 1, o narrador da ESPN Brasil falou sobre os números dos pilotos e opinou sobre o 'duelo' entre eles

O Top 10 de 1980 a 89

1.- Alain Prost*
2.- Ayrton Senna*
3.- Nelson Piquet
4.- Nigel Mansell*
5.- Niki Lauda*
6.- Michele Alboreto
7.- Gerhard Berger
8.- René Arnoux
9.- Keke Rosberg
10.- Alan Jones

* Membro de outro Top 10 por década

Anos 90, Senna e o resto

Ainda que Ayrton Senna só tenha vivido até 1º de maio de 1994, não houve piloto mais importante para a F1 do que o brasileiro.

Não houve um piloto melhor em nenhuma corrida onde ele estivesse presente. Em 1990 e 1991, ganhou seus títulos mundiais com um domínio baseado em um talento que não se havia visto antes nem depois.

Sua mentalidade mudou o esporte para sempre. Mudou a segurança, as pistas, os carros, os capacetes. Senna revolucionou tanto vivo como morto.

Merecem menção, obviamente, Michael Schumacher, que foi campeão em 1994 e 95, e Mika Hakkinen, bicampeão em 98 e 99, mas essas 10 temporadas tiveram o trágico final de um mágico Senna.

O Top 10 de 1990 a 99

1.- Ayrton Senna*
2.- Michael Schumacher*
3.- Mika Hakkinen
4.- Alain Prost*
5.- Jacques Villeneuve
6.- Nigel Mansell
7.- Damon Hill
8.- Gerhard Berger*
9.- Jean Alesi
10.- David Coulthard

* Membro de outro Top 10 por década

2000, 'Schumajestade' na Ferrari

Até Lewis Hamilton e a Mercedes chegarem, a combinação de maior êxito de piloto e equipe foi Michael Schumacher e Ferrari.

Não foi instantânea, mas em 2000, começou uma era vermelha com 56 vitórias e cinco títulos mundiais. Não são poucos que consideram que tais marcas dão ao piloto alemão o direito de ser o melhor da história. Ao menos o mais vencedor...todavia.

O único "porém" que pode se colocar em Schumi é que sua oposição nesses cinco títulos consecutivos era bem abaixo em equipes, mas, sobretudo, em pilotos.

Prodígios como Fernando Alonso e Lewis Hamilton chegaram na segunda parte da década e um monstro do volante como Juan Pablo Montoya não teve ferramentas para desafiar o alemão.

play
2:22

Ayrton Senna x Alain Prost: Renan do Couto analisa carreiras e escolhe 'seu lado'

Renan explicou a rivalidade e como a relação entre os pilotos se desgastou

O Top 10 de 2000 a 2009

1.- Michael Schumacher*
2.- Fernando Alonso*
3.- Kimi Raikkonen*
4.- Lewis Hamilton*
5.- Juan Pablo Montoya
6.- Jenson Button
7.- Sebastian Vettel*
8.- Robert Kubica
9.- Rubens Barrichello
10.- Felipe Massa

* Membro de outro Top 10 por década

2010, Lewis clama seu lugar na história

De 2010 a 2019, Lewis Hamilton ganhou 73 corridas e cinco títulos mundiais. O piloto inglês rompeu a barreira da cor na F1 e não quer deixar passar um título na categoria máxima.

Ainda que seus números sejam imensos, a última década da F1 juntou outros nomes além do seu, como Sebastian Vettel, com quatro títulos na Red Bull e 48 vitórias no total.

O alemão, assim como Hamilton, deu mostras do talento desde a década anterior, mas foi nos anos 2010 que marcaram um duelo pessoal.

O único sem ser os dois a ganhar um título foi Nico Rosberg e teve todo o mérito ao conseguir isso mesmo ao lado de Hamilton.

Nestas 10 temporadas também surgiram os chamados futuros campeões do mundo: Max Verstappen e Charles Leclerc.

O Top 10 de 2010 a 2019

1.- Lewis Hamilton*
2.- Sebastian Vettel*
3.- Fernando Alonso*
4.- Max Verstappen
5.-Nico Rosberg
6.- Daniel Ricciardo
7.- Mark Webber
8.- Valteri Bottas
9.- Charles Leclerc
10.- Sergio Pérez

* Membro de otro Top 10 por década