<
>

Fórmula 1: ex-campeão mundial, Rosberg vira 'influencer', corneta e irrita pilotos

Nas últimas cinco temporadas, só um homem interrompeu a hegemonia de Lewis Hamilton na Fórmula 1: Nico Rosberg. Campeão mundial em 2016, o alemão surpreendeu o mundo se aposentando logo após a conquista. Agora, ele influencia o esporte a motor de outra maneira.

Desde que deixou as pistas, o ex-piloto se aventurou em vários ramos. Desde iniciativas ecológicas, como ser acionista da Fórmula E, até tentativas empresariais, como sua firma de sorvetes em Ibiza.

Mais recentemente, porém, Rosberg tem investido nas suas redes sociais, para irritação de vários pilotos que ainda competem na principal categoria do automobilismo.

Seu estilo, carisma, simpatia e inteligência são um prato cheio para as relações públicas, rendendo oportunidades na mídia. E o alemão tenta cada vez mais virar um influenciador na internet (os chamados digital influencers), apostando em conteúdos com uma pitada de narcisismo no mundo da Fórmula 1.

Nas últimas corridas, ele foi até seu novo canal no YouTube para analisar o desempenho dos pilotos, sem economizar nas críticas. Algumas ‘cornetadas’ depois, ganhou as notícias e também a atenção de seus ex-companheiros.

"Pobre Vettel. Foi como o Barrichello, só acenando as mãos e ajudando seu companheiro. Incrível, para um tetracampeão do mundo. Veremos o que vai acontecer com Vettel, ele não está muito feliz, certamente”, disse Rosberg após a vitória de Charles Leclerc no GP da Bélgica.

Na mesma corrida, o alemão também soltou o verbo sobre Verstappen, que havia batido na primeira curva.

“Parece que ele voltou ao seu antigo eu, foi agressivo demais. Não entendo também porque ele seguiu acelerando com o ‘pé embaixo’ num carro quebrado, foi parar no muro. Tem colhões de aço, mas não acho que foi lógico”, disparou.

Pilotos respondem

As declarações e o jeito “estrela” nas corridas não caírem bem com seus ex-companheiros. E Verstappen foi um dos primeiros a reclamar.

“Talvez ele queira ganhar dinheiro com seu canal no YouTube. Se tivesse pilotado melhor, teria ganhado muito mais. Não me interessa muito o que disse em seu canal. Acho que ele é o novo Jacques Villeneuve”, declarou o holandês, recordando o ex-piloto canadense que é mais famoso pelas declarações do que pelos feitos nas pistas.

“Achei engraçado”, disse Hamilton sobre o revide de Verstappen. “É interessante que todos nós sabemos como é, todos os pilotos sabem como é ser publicamente criticado. No esporte, eles choram por ser criticados. E então, quando se aposentam, eles se tornam os críticos”, refletiu.

“Alguns desses pilotos, infelizmente, se tornam irrelevantes quando se aposentam. Aí eles precisam se apoiar e utilizar os holofotes dos outros para se manterem nos holofotes”, provocou Hamilton.