<
>

Fifa, PES e 'jogo de handebol': A história de Maradona nos videogames

Depois do aniversário de Pelé, o mundo celebra neste 30 de outubro outro fora de série da história do futebol: Diego Armando Maradona Franco. “El Pibe de Oro” faz 60 anos e, assim, como o rei do futebol, possui uma carreira fenomenal no futebol.

Nascido em Lanús, em 30 de outubro de 1960, o ídolo do Boca Juniors, Napoli e Argentina, não possui tantos games em seu nome. Por outro lado, não deixa ser uma das estrelas de Fifa e PES, como veremos a seguir.

MARADONA NOS VIDEOGAMES

Para começar, Peter Shilton’s Handball Maradona, game lançado pela Argus Software em 1986 para Spectrum, Commodore 64 e Amstrad. Apesar do nome, trata-se de um jogo de futebol baseado na copa de 1986, quando Maradona marcou seu icônico (e irregular) gol “La Mano de Dios” pela Argentina contra a Inglaterra do goleiro Peter Shilton.

Na sequência temos Diego Maradona World Football Manager, de 1992. Criado pela AMI para o console Amiga, trata-se uma espécie de previsão do futuro do jogador, que se tornou técnico após a aposentadoria dos gramados. No game, temos o formato do atual Football Manager, no qual gerenciamentos um time de futebol por meio dados e estatísticas.

Por fim, no clássico International Superstar Soccer, Konami revelou que o craque do game, Allejo, foi inspirado em Bebeto, Gomez em Romário e Redonda, da Argentina, em Maradona.

FIFA E PRO EVOLUTION SOCCER

Por ser um dos maiores nomes da história do futebol mundial, Maradona não ficou de fora das principais franquias do esporte nos videogames. Sendo especial tanto em Fifa como em Pro Evolution Soccer, é um jogador que muda o patamar de qualquer equipe.

Em Fifa 21, ele aparece como um Ídolo do modo Ultimate Team há alguns games. Veja como foi classificado ao longo dos anos:

Já em PES, ele se destaca muito por sua qualidade, principalmente no myClub:

MARADONA TREINADOR

Como treinador, Maradona já esteve à frente de equipes como Racing, Al Wasl, Al-Fujairah e a Seleção Argentina Atualmente treinador do Gimnasia y Esgrima. Sua formação mais usada é a 4-2-3-1, presente em Fifa 21.

É uma estratégia com 4 defensores (ideal para combater pontas), dois jogadores que protegem a defesa, uma linha de três para montar as jogadas e um homem de referência.

Bastante usada no meta profissional de Fifa 21, é uma formação que povoa o meio de campo para a troca de passes. No competitivo de Fifa 21, uma das táticas e trocar passes até que um jogador se desmarque e possa chutar a gol ao receber a bola.