<
>

PES 2021: Como o Option File dribla as limitações de licenças da Konami

"Em rápida triangulação pelo lado esquerdo do campo, C.Branco tabela com P.Castelo e cruza de forma certeira para D. Siqueira balançar as redes em uma cabeçada que contou mais com jeito do que com força. É o gol que coloca o “São Paulo Barra Funda V” à frente no placar em eFootball PES 2021."

Até mesmo pela falta de acordo com a Konami, no que ficou conhecido como a guerra de licenças nos simuladores de futebol, jogar com o Palmeiras no novo título da franquia não é tão atraente assim - talvez até para o torcedor mais apaixonado do Verdão.

Agora... Imagine outro cenário.

"Em rápida triangulação pelo lado esquerdo do campo, Vinã tabela com Lucas Lima e cruza de forma certeira para Luiz Adriano balançar as redes em uma cabeçada que contou mais com jeito do que com força. É o gol que coloca o Palmeiras à frente no placar em eFootball PES 2021."

Bem melhor, não? O cenário só é possível em Pro Evolution Soccer graças ao Option File, um recurso de edição que a própria Konami oferece dentro do jogo. Essa ferramenta, inclusive, traz o DNA dos tempos de Bomba Patch, quando PES ainda era Winning Eleven e ficou eternizado um dos maiores patrimônios do “jeitinho brasileiro” envolvendo o clássico título dos videogames.

O Option File permite o uso de patches de atualização que incrementam PES com elencos e uniformes atualizados, além de inserir marcas e patrocinadores, assim como faces 3D que entram no lugar daqueles rostos genéricos que mais parecem um joelho.

E quem faz todo esse trabalho? Os próprios criadores de conteúdo da comunidade de Pro Evolution Soccer. Uma rápida pesquisa no YouTube te leva a encontrar vários canais que disponibilizam o download de Option Files com um tutorial bem detalhado para que você dê um baita upgrade em seu jogo.

Em meio aos vários criadores de conteúdo, o ESPN Esports Brasil conversou com Luís Melo, responsável pelo PES Vício BR. “Quando abri meu canal de forma despretensiosa, mais como um hobby, eu jamais imaginaria que teríamos 120 mil inscritos e a relevância que temos hoje”, admitiu.

O PES Vício BR é um dos canais mais acessados desse segmento. “Pra mim é muito satisfatório saber que o meu trabalho com o YouTube ajuda toda uma comunidade. Eu recebo muitas mensagens diariamente do tipo: ‘Voltei a jogar PES por sua causa’ ou ‘Você deixa o jogo mais bonito’. Essa é minha motivação.”

Luís falou de motivação porque explicou que não há retorno financeiro nesse sentido, afinal, o Option File é disponibilizado gratuitamente no canal dele. “Acho sacanagem os caras que pegam o trampo gratuito meu e dos caras dos kits e vende no Mercado Livre”, condenou.

É um trabalho baseado muito em uma paixão antiga. “Cara, o PES faz parte da minha vida. Desde criança jogava o International Superstar Soccer, passando pro Winning Eleven, hoje chegando no PES. Sempre joguei.”

COMO É FEITO O OPTION FILE

“Bom, a ‘equipe’ sou só eu mesmo”, respondeu à reportagem sobre quem fazia parte do time do PES Vício BR. “Às vezes a minha esposa me ajuda”, comentou Luís Melo sem jeito.

Ainda assim, não se pode confundir que todo o conteúdo presente no Option File é de autoria de Luís. “Meu trampo é jogar tudo no jogo manualmente, time por time e criar os arquivos para vocês baixarem tudo de uma vez.”

E é aí que reside o ponto-chave do Option File: ele é feito coletivamente. É uma tabelinha entre Konami e comunidade que conta com alguns pilares: os kitmakers, aqueles que realmente se dedicam à criação dos itens em Photoshop ou Corel, e os produtores - como é o caso de Luís no PES Vício BR.

Com o material editado por kitmakers, eles colocam tudo em um arquivo que será baixado pelo fã. “Pegamos as imagens de uniformes, emblemas, patrocinadores etc, e colocamos tudo dentro do jogo. Aí editamos time por time. Colocamos o nome correto, emblema, aplicamos uniforme por uniforme, padronizando a numeração, fonte, cores, enfim”, explicou.

“Se o time tiver jogadores genéricos, também editamos. Colocamos nomes corretos, damos uma arrumada na face, nos stats. Quando tudo está pronto, nós exportamos os arquivos e aí é só o público baixar o Option File e instalar de forma automática. São dias de trabalho de edição para que a comunidade possa aplicar no jogo em alguns minutos.”

Para agilizar esse processo, “o que eu e os demais produtores fazemos muitas vezes são parcerias entre nós mesmos.”

“Por exemplo: como muitas ligas no PES precisam de edição, eu coloco no meu Option File a liga editada por algum outro editor e esse editor usa outra liga editada por mim no Option File dele e por aí vai.”

“Se eu fosse fazer os uniformes um por um, aí seria um OF por ano”, comentou em tom de brincadeira. “Na versão final, são mais de 300 times. Multiplica por 3, são 900 uniformes. Humanamente impossível.”

No fim, o Option File é uma linha de produção disponibilizada pela Konami com kitmakers e produtores atuando de forma colaborativa para que o público tenha uma experiência ainda melhor com PES.

“Teve um brother que disponibilizou TODOS os kits da Premier League numa pasta do Drive, aqui no Twitter mesmo, pra quem quisesse usar que ficasse À vontade”, exemplificou com um dos packs para o PES 2021. “Por ser tudo gratuito, a única coisa que a galera pede são os créditos.”

Então dá pra dizer que os criadores de conteúdo de PES fazem mais pela franquia do que a própria Konami? “Em termos de edição, com certeza!”, respondeu Luís à reportagem.

“Claro que muita coisa a Konami não faz por limitações legais e de licença, então somos nós que fazemos o jogo ficar atualizado com os times, elencos, uniformes e emblemas corretos. Mas ainda bem que o jogo nos dá essa possibilidade de inserir esse tipo de conteúdo. Poderia ser pior.”

Inclusive, o criador de conteúdo comentou que essa onda de Option Files é incentivada pela própria Konami. Ele nunca chegou a ter problemas por disponibilizar em PES esses kits. A pergunta da reportagem, porém, o lembrou de um caso de censura que aconteceu na comunidade equatoriana.

Na ocasião, os produtores foram notificados pela Liga Pro, que é administrada pela Federação Equatoriana de Futebol, com uma solicitação para a retirada de circulação de todo e qualquer material referente ao campeonato por meio do Option Files deles. Tudo. Logos de competições e times, uniformes, patrocínios etc.

“Sinceramente não sei qual foi o desfecho dessa história, mas achei bizarro… Seria a mesma coisa da CBF me notificar dizendo que não posso mais atualizar o Campeonato Brasileiro no PES”, comparou.

FUTURO DA FRANQUIA

Até mesmo pela chegada da próxima geração de consoles, os apaixonados por simuladores de esporte estão naquele dilema sobre como investir sua grana. É um “problema” gerado pelas próprias empresas já que PES, Fifa, Madden, F1 e tantos outros títulos são lançados anualmente. Existem pouquíssimas diferenças de uma edição para a outra.

A própria Konami admitiu que eFootball PES 2021 é tratado como uma “atualização” - por mais que seja vendido como um game novo. A empresa se dedicará no desenvolvimento a partir do zero de PES 2022 já com uma tecnologia mais recente.

Então a dúvida existencial bate. Vale a pena comprar a versão 2021? Ou será que é melhor esperar a nova geração de videogames e jogar a edição 2020 mesmo até lá?

O Option File serve como termômetro para entender a postura da comunidade em meio ao dilema. Segundo Luís Melo, “muita gente permaneceu no PES 2020”. Ele fala com base no feedback que recebe no canal.

“Todos os dias eu recebo dezenas de comentários solicitando novas atualizações de Option Files para a versão antiga [2020]”, respondeu. “Porém, eu creio que com as promoções de Black Friday e Natal, bem como o lançamento do PES LITE, o público migre em número maior para o PES 2021.”

Ainda assim, o dono do PES Vício BR acredita que PES 2020 ficará mais em evidência mesmo. O indicador disso é a procura pelo Option File disponibilizado no canal dele, que “está muito menor” tendo em vista o PES 2021.

“Para efeito de comparação, com uma semana do lançamento do primeiro Option File do PES 2021, tivemos aproximadamente 60 mil acessos. O primeiro Option File do PES 2020 teve os mesmos 60 mil acessos já no segundo dia de publicação, ou seja, uma queda bem considerável na procura.”

Até mesmo pelo tema abordado, não se podia deixar de comentar sobre a eterna discussão sobre simuladores de esportes. Afinal, o que é melhor pra comunidade: um novo título da franquia sempre ser lançado anualmente ou a publisher desenvolver um único game que receberá significativas atualizações ao longo dos semestres?

Luís Melo matou a pergunta no peito e preferiu dar chutão pra frente. “Isso é um assunto polêmico e que divide a opinião da comunidade. Sendo franco, eu sequer tenho uma opinião 100% formada sobre o assunto.”

“O PES 2021, apesar de ter o nome ‘Season Update’, foi lançado com status de jogo novo, mas quando você abre o jogo é o PES 2020 com nova cor de menu e alguns pequenos ajustes de jogabilidade”, relatou.

“Os modos de jogo são os mesmos. Os eventos onlines são os mesmos. As licenças são as mesmas”, disse, lembrando ainda que algumas baixas aconteceram nesse fator, como a saída de Milan e Internazionale. “Foi cobrado como jogo novo, lançamento anual. Da forma que foi feito, eu sou contra.”

E O FUTURO DO OPTION FILE?

Questionado sobre um possível fim do Option File com a chegada da nova geração de consoles, Luís Melo acredita que algo nesse sentido não acontecerá.

“As edições sempre foram uma marca dos jogos de futebol da Konami. Lembra do Bomba Patch?”, perguntou retoricamente para validar seu raciocínio. “Isso está na essência do PES e deve continuar na nova geração de consoles.”

“Inclusive, eu espero que com a nova engine que foi prometida para o PES 2022, tenhamos um sistema de edição mais robusto e com um leque maior de opções para nós editores trabalharmos, [como] mais opções de edição de faces, fontes para camisas mais realistas, edição de estádios, placares, etc.”

Acontece é que talvez quem não tenha mais tanto tempo para se dedicar ao Option File seja o próprio Luís Melo. Ele já precisa dividir as atenções de produtor de conteúdo com o seu trabalho de ofício. “Sou servidor público.”

A questão não é o emprego em si. Inclusive, o home office adotado por conta da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) até facilitou o dia a dia de Luís com as demandas do PES Vício BR. “Meu horário é flexível. Se eu quiser entrar meia noite pra trabalhar, ninguém vai me perturbar”, comentou dando risada. “Entregando o trabalho, tá tudo certo.”

Se o futuro do Option File parece promissor nas mãos da Konami, é o futuro de Luís Melo que ainda está incerto, mas por causa de uma excelente notícia: ele será pai. O home office permitiu até mesmo que ele acompanhasse mais de perto a gestação de sua esposa.

Ainda sem uma resposta ao certo, parece que Luís terá que tirar o time do PES Vício BR de campo para se dedicar ao que realmente importa. “Não me organizei nesse sentido ainda, mas acho que o canal vai dar uma diminuída no ritmo a partir de outubro. Prioridades.”

De qualquer forma, uma certeza já está na ponta da língua do responsável por um dos maiores canais brasileiros de Option File do YouTube.

“Bernardo vai jogar PES!”


COMO BAIXAR O OPTION FILE

Por Ricardo Caetano

Faça o download de um Option File (use os gratuitos, pois as versões comercializadas caracterizam pirataria) em um computador. Descompacte o conteúdo para que surja uma pasta chamada “WEPES”. Caso o resultado da descompactação não seja esse, crie uma pasta chamada “WEPES” (tudo maiúsculo e sem aspas) e coloque o conteúdo dentro.

PLAYSTATION 4

Formate um pendrive em seu PC: abra uma janela do Explorador do Windows, clique com o botão direito do mouse sobre o nome do pendrive e selecione “Formatar”. Em “Sistema de arquivos”, escolha “FAT32” e clique em “Iniciar”. Copie a pasta WEPES para o pendrive.

Espete o dispositivo de armazenamento no PlayStation 4. Inicie PES 2021 e, a partir do Menu Principal, e entre na aba “Configurações”. Escolha a opção Aplicar atualização ao vivo. Após o processo de atualização, volte à aba “Configurações” e entre nas opções Editar > Importar/Exportar > Importar Time. Indique para o console o pendrive que contém os dados a serem migrados.

Aperte o botão “Quadrado” em seu controle para selecionar todos os arquivos. Entre em “Acessar Configurações detalhadas”. Selecione “Aplicar dados de jog. e escal.” e “Importação de arquivos de imagem de mesmo nome”. Pronto, os arquivos serão instalados.

COMPUTADOR

Baixe e descompacte o Option File. Abra uma janela do Explorador de Arquivos do Windows e copie a pasta “WEPES” para Documentos > Konami > Pro Evolution Soccer 2021.

Inicie o jogo e, a partir do Menu Principal, entre em Configurações > Editar > Importar/Exportar > Importar Time. Selecione todos os arquivos e entre em “Acessar Configurações detalhadas”. Clique em “Aplicar dados de jog. e escal.” e “Importação de arquivos de imagem de mesmo nome”.

Confirme e aguarde a instalação para jogar com o novo conteúdo.