<
>

MIBR toma susto na Inferno, mas vence Gamerzone de virada na estreia do V4 Future Festival

Apesar do susto, MIBR estrearam com vitória na Hungria HLTV.org

O MIBR terminou o primeiro dia de V4 Future Festival festejando, nesta quarta-feira (18). No segundo compromisso dos brasileiros com kNg na formação, a equipe estreou no torneio de Counter-Strike: Global Offensive vencendo o time da casa, Gamerzone, de virada por 2 a 1. Com a participação de oito clubes e premiação total de € 300 mil, o campeonato vem sendo disputado em Budapeste, na Hungria.

A vitória coloca a equipe comandada por FalleN próxima do mata-mata. Os brasileiros podem avançar para a Fase Eliminatória nesta quinta-feira (19) se triunfar sobre o vencedor do duelo entre Ninjas in Pyjamas (NiP) e adwokacik. Em caso de derrota, o MIBR terá uma nova chance de se classificar pela repescagem do Grupo A. Já na outra chave, mousesports e Tricked Esports começaram com o pé direito, vencendo respectivamente E-Rivals e Virtus.pro.

O CONFRONTO

Considerado atualmente como o pior mapa do MIBR, Inferno abriu a série. Os brasileiros até começaram bem, marcando os dois primeiros pontos, mas rapidamente tomaram a virada. Quando o Gamerzone parecia que iria fazer uma primeira metade fácil, FalleN e os companheiros reagiram e conseguiram fechar em 8 a 7. Mas o lado Terrorista do time comandado pelo Verdadeiro não funcionou. Os húngaros aproveitaram sair com a vitória por 16 a 12.

A Train começou da mesma forma que o mapa anterior, com o MIBR abrindo o placar e tomando a virada. Desta vez, contudo, quem fechou a primeira metade na vantagem foi o Gamerszone por 8 a 6. O time húngaro ampliou a vantagem vencendo os três primeiros rounds do lado Terrorista, mas os brasileiros se recuperaram e, com um lado Contra-Terrorista forte, conseguiram um 16 a 11, empatando assim a série.

Mirage foi outro mapa que também teve uma primeira metade bastante disputada. Gamerzone foi quem abriu o placar, mas rapidamente sofreu a virada para um MIBR que, com uma defesa sólida, conseguiu ir para o lado Terrorista na vantagem por 8 a 7. Atacando, o time brasileiro foi avassalador e não deu chance para o adversário. Ponto a ponto, FalleN e companhia foram construindo a vitória por 16 a 9.