<
>

CSGO: Estreia da divisão norte-americana da ECS é comprometida por ameaça de bomba

Troféu da ECS durante final da sétima temporada da competição. Reprodução

A suspeita da presença de uma bomba nos arredores do estúdio no qual são feitas as transmissões do Esports Championship Series (ECS) marcou o início da oitava temporada da divisão norte-americana da liga de Counter-Strike: Global Offensive, nesta segunda-feira (16).

Todos os funcionários da FACEIT que estavam trabalhando durante a transmissão tiveram que evacuar o edifício como medida de segurança, o que fez com que a stream, inicialmente, fosse interrompida durante o confronto entre Team Liquid e eUnited e voltasse depois, mas sem narração e comentários.

Foi o comentarista James Bardolph quem deu a notícia primeiro, ainda no jogo entre as equipes americanas. Na sequência, o comitê organizador do ECS avisou a todos no Twitter, utilizando um post feito pela polícia local - que liberou a circulação da população após confirmar que “o pacote não era de ameaça pública”.

Cinco equipes brasileiras estão entre as 12 que vão disputar a oitava temporada do ECS. A antiga formação do Luminosity, INTZ e Sharks disputaram a primeira semana. Os Intrépidos e o time liderado por steel, inclusive, já foram eliminados. Já Exit e companhia duelarão nesta terça-feira (17) contra o Liquid.

MIBR e Furia são os outros times brasileiros na disputa, mas ainda não possuem data para estrear. Os quatro primeiros da divisão norte-americana se classificarão para o mata-mata, que contará também com o quarteto classificado da Europa.