<
>

Team One demonstra interesse em jogos de luta e terá torneio de Street Fighter V em seu espaço

Área aberta ao público do centro de operações e treinamento da Team oNe no Shopping D, em São Paulo. Divulgação

A quarta edição da Tiger Upper Cup de Street Fighter V acontece neste final de semana, mas com novidade. Pela primeira vez, a competição sairá do bar Vitrine, na Rua Augusta, para ser disputada no One Academy, espaço da organização de esports no Shopping D.

A Tiger Upper Cup reúne os oito melhores jogadores da temporada do torneio semanal Tiger Upper Quarta. Ambos são iniciativas da comunidade de São Paulo para criar um cenário competitivo e aumentar o nível dos jogadores da região. Nesta edição da copa, os jogadores Zenith, Lexe, Keoma, MauMau, Lekustela, Chuchu, Niel e Rymaru se enfrentarão pela premiação de US$ 500 dólares.

“É a primeira vez que levamos a TUC para outro local, então estamos bem animados com o que será desta etapa”, afirmou Vinícius Passos, um dos organizadores do torneio, ao ESPN Esports Brasil. “A One Academy tem uma estrutura incrível, então esperamos que seja uma experiência ímpar para nós [organizadores], para os players e para os espectadores, que irão para curtir o hype com muito conforto e entretenimento”.

Vinícius também comentou sobre a evolução do TUQ, que nasceu nasceu de uma reunião de amigos e em menos de um ano já viu quase 200 jogadores diferentes ao longo das 44 edições. “É um evento hoje muito consolidado e que reergueu a cena paulistana de fighting games, enviando jogadores para competir no Rio de Janeiro e Curitiba. Os dois últimos campeões da Tiger Upper Cup irão para o Chile competir já no dia 31 [no Never Give Up]”, contou.

Pedro Oliveira, diretor da Team One, conversou com o ESPN Esports Brasil sobre a parceria com a comunidade de jogos de luta. “A Tiger Upper Cup é um evento já consolidado no cenário de fighting games, e quando nos procuraram com o interesse de realizar essa próxima edição na One Academy, pra nós fez todo o sentido, pois queremos que nosso espaço seja essa plataforma aberta para todos os amantes de esports, de modo que possamos contribuir para consolidação de todas as modalidades e também para a promoção ativa do cenário competitivo em console”, afirmou.

O diretor explicou que esse é o primeiro evento competitivo na One Academy, mas que a partir dele haverá um calendário para outros torneios universitários e amadores. Além disso, confirmou que a ideia é transformar a TUC em uma atração recorrente. “Queremos oferecer ao grande público essa oportunidade de ter a experiência de pro-player e competir em alto nível, vivendo aquilo que nossos profissionais vivenciam diariamente. Em relação à Tiger Upper Cup, após esse primeiro evento, a ideia é sim transformá-la em uma atração recorrente da One Academy”, cravou.

Sobre a parceria com a comunidade de jogos de luta, Pedro Oliveira informou que a aproximação aconteceu por meio da Titans Eyewear, “que já apoia iniciativas nesse universo e tem sido um ótimo parceiro para auxiliar a Team One no entendimento desse cenário”.

“Nas próximas semanas, vamos receber na One Academy algumas das principais figuras brasileiras da cena de fighting games para fazerem stream de nossas cabines e estamos estudando como podemos entrar nesse cenário em 2020 para auxiliar em seu crescimento e colaborar com uma gama maior de modalidades”, garantiu.

A Tiger Upper Cup 4 acontece no domingo (18), a partir das 15h na One Academy, localizada no Shopping D, zona norte da capital. A entrada é gratuita ao público.

NOVO CIRCUITO REGIONAL

A realização da TUC na One Academy não é a única novidade da comunidade de jogos de luta brasileira. Na última semana, os organizadores da Tiger Upper anunciaram a criação do Tiger Upper Circuit, um circuito brasileiro para abraçar outros locais além de São Paulo.

“O circuito na verdade é uma expansão da Tiger Upper Cup em parceria com organizadores de Curitiba, Belo Horizonte, e Rio de Janeiro ”, explicou Vinícius. “É uma iniciativa muito focada em fomentar a competição local nessas regiões e trazer realmente os melhores para competir entre si”.

O circuito acontecerá em dezembro e terá 16 competidores: oito classificados pela Tiger Upper Quarta, seis de outros estados que participarem de torneio offline de sua região e dois classificados pelo torneio “Last Chance”, realizado um dia antes das finais.

Os eventos fora de São Paulo que contarão para o circuito são: Fight Lagos, Training Stage Dojo e Fighting Arena no Rio de Janeiro (4 vagas); Extreme Championship em Belo Horizonte (1 vaga); e o TRT Arcades em Curitiba (1 vaga). Já o torneio “Last Chance” só poderá ser disputado por jogadores que registrarem pelo menos 50% de frequência nas etapas regionais ou por jogadores que não tiverem etapas em seu estado.

Segundo o anúncio oficial, a premiação estimada das finais do circuito é de US$ 1 mil — um valor que pode aumentar com o apoio de patrocinadores e com o engajamento da comunidade. No momento, esse valor está garantido por meio da plataforma Matcherino.

“O mais legal do circuito é que é uma iniciativa 100% da comunidade e repercutiu muito bem”, disse Vinícius. “Tem muita gente empolgada para participar, então espero que isso anime ainda mais a nossa comunidade e possamos crescer cada dia mais”.