<
>

Crise financeira força Corinthians interromper basquete profissional no clube

A grave crise financeira que o Corinthians enfrenta já começa a refletir em outros esportes além do futebol. Na noite da última quarta-feira, o presidente Andrés Sanchez anunciou que vai interromper o basquete profissional do Timão e os jogadores não terão seus contratos renovados.

“O único esporte que vamos interromper é o basquete. Todos os contratos acabam agora em maio. O NBB disse que não vai ter campeonato este ano. Então, infelizmente, não vamos poder renovar. Cortando salário de um e de outro. Não vou renovar um contrato de um campeonato que não vem pela frente. Agora o resto vai continuar”, disse em entrevista ao vivo na Tv Corinthians.

O basquete é a primeira modalidade que é interrompida no Corinthians pela crise financeira

A modalidade no Timão já estava em xeque desde a última segunda-feira, quando, de forma unânime, os clubes do Novo Basquete Brasil (NBB) optaram pelo encerramento antecipado da maior competição nacional do basquetebol.

Atletas das categorias de base do Corinthians já haviam sentido os efeitos da crise no clube, intensificada pela pandemia do novo coronavírus. A diretoria alvinegra já havia anunciado que jovens de todas as modalidades teriam as ajudas de custos suspensas.

O basquete voltou a ativa no Parque São Jorge no fim de 2017. Campeã da Liga Ouro 2018/2019, a equipe disputou 126 jogos, conquistando 73 triunfos e 53 derrotas. Na temporada atual, terminou o NBB em sétimo e conquistou o vice-campeonato da Liga Sul-Americana e Paulista.