<
>

Scola doutrina com duplo-duplo, Argentina bate a França e vai encarar a Espanha na final do Mundial de basquete

Luís Scola, do alto de seus 39 anos, não para de impressionar. E, nesta sexta-feira, ele teve mais uma grande atuação, levou a melhor no duelo com Rudy Gobert, e a Argentina bateu a França para garantir seu lugar na final do Mundial de basquete.

Scola fez 28 pontos e pegou 13 rebotes na vitória por 80 a 66 que leva os argentinos para a decisão contra a Espanha - no domingo, às 9h (de Brasília).

Gobert, principal nome da seleção francesa, teve atuação muito ruim. Foram apenas três pontos para o pivô, que também pegou 10 rebotes na derrota. Frank Ntilikina foi o cestinha da seleção europeia, com 16 pontos marcados.

Pela Argentina, além de Scola, Facundo Campazzo também teve grande contribuição: 12 pontos, seis rebotes e cinco assistências

O duelo contra a Espanha - que passou pela Austrália, também nesta sexta -, será a terceira final dos argentinos na história do Mundial, a primeira desde a derrota para a Iugoslávia, em 2002. Campeã do primeiro torneio disputado, em 1950, a Argentina segue em busca de seu segundo título.

Também no domingo, a França, que havia eliminado os EUA nas quartas de final, briga pelo 3º lugar com a Austrália - às 5h (de Brasília).