<
>

França derruba os EUA, acaba com invencibilidade de 13 anos e está na semifinal do Mundial de basquete

Impossível? Não, histórico: os Estados Unidos estão fora do Mundial de basquete de 2019.

Rudy Gobert e Evan Fournier comandaram, e a França derrubou o time norte-americano por 89 a 79 nesta quarta-feira e está na semifinal do torneio.

Pivô do Utah Jazz, Gobert fez 21 pontos, pegou 16 rebotes, venceu o duelo com seu colega de time na NBA, o ala-armador Donovan Mitchell, e ajudou a acabar com uma invencibilidade de 13 anos dos EUA em torneios oficiais.

Já Fournier, ala do Orlando Magic, foi o principal pontuador da França na vitória, com 22.

Apesar de terem sido superados pela Austrália em amistoso no fim de agosto, os norte-americanos não perdiam um jogo oficial desde a semifinal do Mundial de 2006. Eram 58 vitórias seguidas. Eles levaram o bronze daquele torneio e o ouro na Copa América de 2007, Olimpíada de 2008, Mundial de 2010, Olimpíada de 2012, Mundial de 2014 e Olimpíada de 2016. Mas, agora, a sequência chegou ao fim.

Apesar da derrota, Donovan Mitchell foi o principal cestinha do jogo, com 29 pontos marcados. Além dele, só os armadores Kemba Walker (10) e Marcus Smart (11), ambos do Boston Celtics, superaram a marca de 10 pontos.

Agora a França segue em busca do título contra a Argentina. A semifinal acontece já na sexta-feira, às 9h (de Brasília). Do outro lado da chave, a Espanha a Austrália, que fez 82 a 70 sobre a República Tcheca . A grande final do Mundial está marcada para o próximo domingo (15).

A derrota dos EUA faz com quem a esperada final contra a Sérvia aconteça, mas na disputa pelo 5º lugar da competição - além de República Tcheca x Polônia, também tentando um lugar no top-5.